quarta-feira, agosto 13, 2014

FIEL AMIGO


Ó pobre cão vadio, meu amigo!
Nem sempre encontras osso p'ra roer
Sou pobre, também sofro o teu castigo;
A vida é só p'ra quem sabe viver!

Ninguém tem dó de ti, ó desgraçado!
Afastam-se com nojo e por capricho
E já tens sido, até, apedrejado,
Por rebuscares pão que está no lixo.

Conheço que és um cão, que andas nu...
Mas quem dera que fossem como tu,
Esses falsos amigos que já tive!

Sou eu, o Silva Peixe quem te fala,
Amigo: quem mais sofre é quem mais cala
Com sentimentos sãos é que se vive.

Silva Peixe

3 Comments:

Blogger Fá menor said...

E é assim a vida dos pobres!...

12:38 da tarde  
Blogger © Piedade Araújo Sol said...

é bom ter assim um amigo...mesmo que seja de 4 patas.

beijinho

:)

8:49 da manhã  
Blogger Maré Viva said...

Vim, de propósito...agradecer o comentário deixado no meu espaço e aproveito para expressar o meu apreço pelo poema publicado, que, contrariando o provérbio, nada tem de louco, mas muito de sábio!

3:57 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home