terça-feira, agosto 12, 2014

A MULHER SENTADA

Mulher. Mulher e pombos.
Mulher entre sonhos.
Nuvens nos seus olhos?
Nuvens sobre seus cabelos.
     
(A visita espera na sala:
a notícia, no telefone;
a morte cresce na hora;
a primavera, além da janela).
    
Mulher sentada. Tranquila
na sala, como se voasse.
     
   João Cabral de Melo Neto
 

4 Comments:

Blogger Elvira Carvalho said...

Gostei.
Um abraço

7:22 da tarde  
Blogger Sônia Brandão said...

Vim agradecer tua visita e conhecer o teu espaço. Gostei do que vi por aqui.

Um abraço.

12:04 da manhã  
Blogger Evanir said...

A amizade é magia sem fronteiras
que nos une tantas amizades tantos amores,
num lugar infinito e silencioso,
palavras, email trocados ,gestos de carinho
promessa de amizades e de amores eternos.
Quantas vezes sorrimos ,quantas vezes choramos,
outras quase morremos de saudades
sem nunca termos trocado um único olhar.
Beijos no seu coração.
Evanir.

1:38 da manhã  
Blogger Graça Pires said...

Uma mulher. Como se tivesse asas. Como se as nuvens a rodeassem...
Gosto da poesia de João Cabral de Melo Neto. Que bom encontrá-lo aqui.
Obrigada, amigo.
Beijo.

11:22 da manhã  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home