sábado, abril 15, 2006

A TERNURA

A TERNURA

Hoje apetece-me a escrever um texto sobre "a ternura".
"VOZ DO POVO, VOZ DA RAZÃO", e "QUEM FALA NO BARCO, QUER EMBARCAR". Provérbios no meio de tudo isto?..._o que é que tem a ver com a ternura?!
Bem é que ao falar de "ternura ", possívelmente quero "ternura".
A ternura é um estado de alma que nos proporciona uma quietude maravilhosa. Ao dar-se ternura, fica implícito que se quer receber ternura. Ninguém dá ternura, se não receber, o que significa que a ternura tem dois sentidos, funcionando num circulo.
Ser ternurento é estar bem com outro ser, é pedir ternura.
Surpreende-me que o mundo não seja apologista da ternura. Os fabricantes de armas podiam fabricar armas de ternura. A publicidade poderia usar a ternura como factor que proporcionasse vendas do produto pretendido.
E nós?...
Nós poderíamos lutar pela ternura, exigir muita ternura. Acredito que isto seria a simbologia da felicidade plena.

O viajante

4 Comments:

Blogger Menina_marota said...

Com toda a ternura, desejo-te uma feliz e serena Páscoa.
Abraço carinhoso ;)

7:48 da tarde  
Blogger Poesia Portuguesa said...

Junto-me à "Marota" e deixo-te aqui um abraço carinhoso de uma feliz Páscoa ;)

7:49 da tarde  
Blogger azoriana said...

Dou um abraço de ternura. Feliz Páscoa

9:49 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

intiresno muito, obrigado

5:30 da manhã  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home