terça-feira, abril 11, 2006

SONETO

SONETO

N'uma estreita gaiola de azevinho,
suspenso quasi a meio do quinteiro,
vive captivo um pobre passarinho
que canta, sem cessar, o dia inteiro.

Punge-o a lembrança do seu doce ninho,
das árvores em flor junto ao ribeiro,
do campo verde onde amadura o linho,
do ceu azul, sereno e hospitaleiro.

E, não obstante a dôr que o alanceia,
de sol a sol, emquanto ha luz, gorgeia
os seus meigos trinados musicais.


Assim o poeta, que a Saudade inspira,
nunca das mãos deixa tombar a lyra,
e, quando soffre, é quando canta mais...

Campos Monteiro

(transcrito tal qual o original)

3 Comments:

Blogger {-Sutra-} said...

Desculpa não er vindo antes :-(
Mas ultimamente tem sido muita azáfama e não tenho conseguido comentar todos os blogs amigos.

Parabéns pelo blog e que tenha sucesso.

Gostei da poesia :-)

Beijo doce

12:46 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Cool blog, interesting information... Keep it UP Drug interaction ambien lexapro Harman buy ionamin Cellulite reducing sneaker Adult hot stories

11:56 da manhã  
Blogger freefun0616 said...

酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店經紀,
酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,

2:47 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home