quinta-feira, julho 23, 2015

COMPANHEIROS

Eu tenho um livro velho, amarelado,
Que sabe quase toda a minha vida;
Vibrou comigo em sonho enamorado,
Sofreu comigo a chaga dolorida.
    
Relendo as folhas mortas, com cuidado,
Compondo a velha história já sentida,
Eu sinto o coração alvoraçado,
Sofrer a mesma angústia revivida.
    
Mas o livro amarelado, antigo,
Está já tão velhinho, o meu amigo,
Que já não quer gravar meus dissabores;
    
E viu-me tantas lágrimas perdidas,
Fi-lo seguir comigo tantas vidas
Que ele também cansou de tantas dores.
      
            Hermes Ferreira

7 Comments:

Blogger Graça Pires said...

Os livros são uma excelente companhia. Há livros que realmente nos conhecem as dores por neles pegarmos tantas vezes... Acredito nisso.
Um beijo, Amigo.

11:40 da manhã  
Blogger ReltiH said...

EXCELENTE COMPAÑÍA!!!
ABRAZOS

11:44 da tarde  
Blogger RECOMENZAR said...

no entiendo tu comentario gracias

8:30 da tarde  
Blogger CÉU said...

No companheirismo, também pode haver cansaço. É necessário inovar e mudar.
Agradeço visita e comentário.
Boa semana! Feliz!

12:33 da manhã  
Blogger Marina Fligueira said...

¡Hola Manuel!!

Yo si te entiendo, leer un libro que te guste que, te diga algo!!! Es el mejor regalo que puede tener alguien en las manos. Con un buen libro, hablas en silencio con el corazón y el alma y uno se enriquece.

Ha sido un inmenso placer.
Te dejo mi gratitud y mi estima.
Un besito y se muy muy feliz.

5:25 da tarde  
Blogger © Piedade Araújo Sol said...

um livro com marca de vida...

:)

3:49 da tarde  
Blogger Marineide Dan Ribeiro said...

Até o pobre livinho se cansou?
Imagina só que tristeza!!!


Um grande abraço!

5:20 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home