segunda-feira, outubro 20, 2014

CANTIGA

Deixa-te estar na minha vida
Como um navio sobre o mar.

Se o vento sopra e rasga as velas
E a noite é gélida e comprida
E a voz ecoa das procelas,
Deixa-te estar na minha vida.

Se erguem as ondas mãos de espuma
Aos céus, em cólera incontida,
E o ar se tolda e cresce a bruma,
Deixa-te estar na minha vida.

À praia, um dia, erma e esquecida,
Hei, com amor, de te levar.
Deixa-te estar na minha vida.
Como um navio sobre o mar.


João Cabral do Nascimento
         1887-1978

 https://www.youtube.com/watch?v=SLiuvoA2gGM

31 Comments:

Blogger Rosa dos Ventos said...

Como um navio num mar de bonança!
Há quanto tempo o não encontrava...
Venho de casa da Justine! :)

Abraço

2:16 da tarde  
Blogger Isamar said...

Bonito! Vou deixar-me estar por estas bandas para balouçar nestes poemas de que tanto gosto. Bem-hajas, amigo!

4:16 da tarde  
Blogger Maré Viva said...

Ser como o mar e ter um navio como eterna companhia!
Muito belo.
Um abraço.

5:02 da tarde  
Blogger Silenciosamente ouvindo... said...

Um bonito poema de algu]em
que partiu, mas deixou a sua
poesia. Gostei.
Um abra;o
Irene Alves

9:09 da tarde  
Blogger Grisselda Serrano said...

Hola,
Me gusta la fuerza, la ternura de este poema me encanta como caen las palabras de estos versos -no hago traducción con google por que los entiendo bien y google translator le quitaría belleza-

Se o vento sopra e rasga as velas
E a noite é gélida e comprida
E a voz ecoa das procelas,
Deixa-te estar na minha vida.

Se erguem as ondas mãos de espuma
Aos céus, em cólera incontida,
E o ar se tolda e cresce a bruma,
Deixa-te estar na minha vida

Un abrazo

4:37 da manhã  
Blogger poesia de vieira calado said...

É assim. Onde deve estar!...
Saudações poéticas!

10:54 da tarde  
Blogger Evanir said...

Hoje estou passando somente para matar as saudades,
e marcar minha presença.
Sem duvidas levo no coração sua postagem.
Só assim valerá a pena minha presença aqui.
Um feliz continuar de semana .
Beijos..Evanir.

1:39 da manhã  
Blogger Ángel Azul said...

Me gustaría poder hablar el portugués con fluidez pero no lo consigo.
Un fuerte abrazo amigo de esta argentina con sangre portuguesa.

2:38 da manhã  
Blogger Beatriz Bragança said...

Amigo Manuel
Este poema é um apelo muito sentido!
Acompanhados do nosso amor,somos capazes de enfrentar qualquer tipo de tempestade!
Gostei muito da leitura.
Beatriz
VIDA E PENSAMENTOS

12:57 da tarde  
Blogger HADA said...

me acaricia el viento ......me susurra el sol....me gusta tu blog...Manuel

1:23 da tarde  
Anonymous irene alves said...

Gostei muito deste seu poema.
Bj.
Irene Alves

5:34 da tarde  
Blogger Kátia Brito said...

Olá,Manuel, boa noite!
Passei para agradecer a visita e aproveito para convidá-lo a voltar sempre,pois és muito bem vindo!!!
Adorei seu blog e o poema de hoje,lindíssimo. Voltarei sempre,já que amo poesias... Aliás,amo ler!
Um bom restinho de semana para você,beijinhos,Katia.

9:50 da tarde  
Blogger Sonhadora said...

Deixa-te estar na minha vida
Como um navio sobre o mar.
Lindo!
E eu vou aparecer por aqui mais vezes para ser embalada pelas ondas destes poemas!
Obrigada pela visita.

Abraço

Ju

1:03 da manhã  
Blogger Sónia Silva said...

Este comentário foi removido pelo autor.

1:30 da tarde  
Blogger Filha do Rei said...

Que lindo poema.
Amei o teu cantinho. Parabéns!
Bjs

8:42 da tarde  
Blogger Graça Pires said...

Um poema para cantar, mesmo...
"Como um navio sobre o mar"...
Beijo.

11:45 da manhã  
Blogger Maria Rodrigues said...

Excelente escolha, belissimo poema.
Todos queremos a pessoa amada na nossa vida.
Bom domingo
Beijinhos
Maria

12:00 da tarde  
Blogger Magia da Inês said...

°.♪♬
Deslumbrante!!!

Bom domingo, amigo!
Beijinhos do Brasil.
°.♪♬♫彡

6:28 da tarde  
Blogger manuela barroso said...

Tudo será tão mais fácil se te deixares aqui. Simples. E belo!
Bji, Manuel

10:31 da tarde  
Blogger Tesa Medina said...

Aunque te escriba en español, entiendo bastante bien el portugués y así he podido disfrutar de este hermoso poema. Primero leyéndolo despacio, luego musicado. Una maravilla.

Muito obrigado, Manuel, para as belas imagens de Madeira.

Um beijo,

11:08 da tarde  
Blogger Gracita said...

Boa noite Manuel
Um belíssimo hino ao amor
Vim agradecer tua encantadora visita e dizer que fiquei muito feliz ao vê-lo em minha casa. Espero que volte outras vezes. Será um prazer para mim ter a sua companhia.
Uma semana abençoada
Beijinhos no coração

12:51 da manhã  
Blogger இڿڰۣ FLO said...

PASSE UNE BELLE journée

8:24 da manhã  
Blogger dinapoetisadapaz said...

Belo poema navegante sobre águas póeticas.Obrigada pela visita.
Felicidades.
Seguindo seu blog.

11:53 da tarde  
Blogger Vanuza Pantaleão said...

Poemas que falam do mar são os meus preferidos.Bjssss

2:25 da tarde  
Blogger Laura Santos said...

O mar, esse elemento inspirador de tantos poetas...!
Grande escolha, Manuel!
xx

6:17 da tarde  
Anonymous Helena said...

"Deixa-te estar na minha vida.
Como um navio sobre o mar."

O sonho de um poeta é fazer do amor um mar de ternura para oferecer ao ser amado o abrigo, o acolhimento e o velejar sobre as próprias ondas...

Sorrisos e estrelas,
Helena

7:33 da manhã  
Blogger Ariana Coimbra said...

Bela poesia.
Deixar-se estar é o segredo.

Beijo

1:07 da tarde  
Blogger tulipa said...


Continua no bom caminho
da Poesia
Bela e sedutora

Manuel
aproveito para convidá-lo
a voltar sempre
aos meus três cantinhos

Com temas diferentes
vou-me deixando levar

Voltarei sempre que me for possível.

Abracinho de saudade

8:43 da tarde  
Blogger Ada Medina. said...

Vuelves a mis letras como compañero inseparable y te agradezco tus ánimos. Seguiré tus poemas también o ¿Sera que ellos me seguirán a mí?

7:58 da tarde  
Blogger Elisabete said...

Uns versos lindos.
Bom fim de semana

8:57 da tarde  
Blogger © Piedade Araújo Sol said...


como um navio sobre o mar...

só ler isto já me alegrou o dia....

beijinhos

:)

10:51 da manhã  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home