sábado, setembro 13, 2014

ESCOPO

A verdadeira roupa
__não a que foi
emprestada ao acaso
do tempo.
    
A verdadeira fala
__não a que aprendi
a revelar-me sempre
pelo avesso.
    
O verdadeiro ser
__esse que guardo
e nutro de pranto
e assombros.
    
A verdadeira casa
__não a de ontem
a minha, habitada
de escombros.
     
          Lara de Lemos

4 Comments:

Blogger Silenciosamente ouvindo... said...

Venho agradecer sua visita e
comentário no meu blogue.
Gosto muito de poesia.
Espero que nos continuemos a
visitar.
Um abraço
Irene Alves

9:15 da tarde  
Blogger mariam [Maria Martins] said...

Olá!
Belíssima escolha! Não conhecia, gostei muito :)
beijinhos

9:18 da tarde  
Blogger ⊰✿⊱France ⊰✿⊱ said...

IL pleut tant ici que je passe vite te dire bonsoir

7:25 da tarde  
Blogger Grisselda Serrano said...

Bonito, Me gusto.
Pasaba por aquí para leerte y saludarte.


Abrazo

4:50 da manhã  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home