sexta-feira, outubro 19, 2007

MAR

Mar!
Tinhas un nome que ninguém temia;
Era um campo macio de lavrar
Ou qualquer sugestão que apetecia...

Mar!
Tinhas um choro de quem sofre tanto
Que não pode calar-se, nem gritar,
Nem aumentar nem sufocar o pranto...

Mar!
Fomos então a ti cheios de amor!
E o fingido lameiro, a soluçar,
Afogava o arado e o lavrador!

Mar!
Enganosa sereia rouca e triste!
Foste tu quem nos veio namorar,
E foste tu depois que nos traíste!

Mar!
E quando terá fim o sofrimento!
E quando deixará de nos tentar
O teu encantamento!


Miguel Torga
1907-1995

16 Comments:

Blogger pin gente said...

nunca... nunca deixar de encantar.

abraço
luísa

5:48 da tarde  
Blogger O meu mundo said...

simplesmente lindo...
Adoro o mar :D

bonito post...gostei sim:D

bjinhu

6:46 da tarde  
Blogger MIMO-TE said...

Vim retribuir a viagem ao meu blog, aproveito e agradeço a visita. Quanto a Miguel Torga é sempre bom recordar e este poema é lindissimo!

Deixo mimos

6:50 da tarde  
Blogger pin gente said...

ó manel, porque insiste em comentar na "capa" do meu blog?
será que nunca viu o resto?
faça page down quando lá voltar.
um bom fim de semana também para si.
abraço
luísa

7:01 da tarde  
Anonymous amordemadrugada said...

Bem....
mas ke bem se escreve por aki!

MAR!!! AMAR! ONDAS! LUAR!
Eu quero amar o mar!...

Já te gosto, pk tb gostas do mar!
Um abraço com cheiro a maresia

7:36 da tarde  
Blogger poeta_silente said...

Manuel!

mar...amar...amargo...
amargura...amargurado...

Que o mar possa vislumbrar o amor que se derrama para que ele se espraie... e que o amor possa se manifestar de forma que o mar perceba este sentimento...

Qual será o lado que está sendo mal interpretado: O mar, do amar, ou a areia, da espera?

Porque ver falsidade onde apenas pode existir sofrimento e dor? Sentimentos estes que levam, indubitavelmente, à auto-proteção?

Interessante esta poesia que une o mar e o amar... basta inserir a primeira vogal e teremos o mais nobre e belo sentimento.

Quisera eu tomar conhecimento deste poema e fazer estas colocações ao autor. Esperaria, ansiosa, a resposta.

Deus te abençoe.
Beijos
Miriam

10:23 da tarde  
Blogger poeta_silente said...

Completando o comentário anterior:

"Quisera eu..." -> refere-se a quando, ainda p autor vivia.

mais beijinhos
Miriam

10:25 da tarde  
Blogger Rui Caetano said...

O poema de Torga é muito bonito. POis, é do Torga.

12:54 da manhã  
Blogger Maria said...

Claro, o mar.....
Pois, o Torga......
Perfeito!
Obrigada
Fica bem

3:08 da manhã  
Blogger Ángel Azul said...

¡Qué bello poema mi querido Manuel!
Me da tanto gusto leer estos poemas escritos en la lengua de los míos.
Un abrazo y buen fin de semana.

5:46 da manhã  
Blogger sónia said...

Grande poeta, sem dúvida e um dos poemas que traduzem a nossa identidade nacional. o mar...a saudade...sem dúvida muito português e muito belo! amei

beijinhos

10:43 da manhã  
Blogger MalucaResponsavel said...

Miguel Torga... gosto bastante. bj

12:23 da tarde  
Blogger Entre linhas... said...

É sempre benéfico recordar o grande talento que foi Miguel Torga.
Bom fim de semana amigo Manuel.
Bjs Zita

1:06 da tarde  
Blogger elvira carvalho said...

Mar dos nossos encantos, mar das nossas paixões, mar dos nossos tormentos. E Torga. Boa combinação embora em se falando de mar, gosto mais da Sophia de Mello Breyner Andersen.
Um abraço. Bom fim de semana

6:22 da tarde  
Blogger Sailing said...

Quero agradecer a visita ao Mar de Sonhos e o comentário.

Vim assim retribuir e agradecer a mesma.

Deixo assim o meu comentário num poema que me é familiar.

O MAR

7:23 da tarde  
Blogger freefun0616 said...

酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店經紀,
酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,

3:56 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home