sábado, outubro 06, 2007

SONETO DO CATIVO

Se é sem duvida Amor esta explosão
de tantas sensações contraditórias;
a sórdida mistura das memórias,
tão longe da verdade e da invenção;

o espelho deformante; a profusão
de frases insensatas, incensórias;
a cúmplice partilha nas histórias
do que os outros dirão ou não dirão;

se é sem dúvida Amor a cobardia
de buscar nos lençóis a mais sombria
razão de encantamento e de desprezo;

não há dúvida, Amor, que te não fujo
e que, por ti, tão cego, surdo e sujo,
tenho vivido eternamente preso!

David Mourão Ferreira

18 Comments:

Blogger Alice Matos said...

Quando puderes passa pelo Detalhes.
Tenho um carinho para ti...

Beijos...

6:10 da tarde  
Blogger redonda said...

Muito bonito!

Às vezes passo por aqui, mas silenciosa porque me sinto muito pequenina para comentar o que leio.
Agora vim sobretudo para desejar um fim de semana muito feliz
um beijinho

6:58 da tarde  
Blogger Silvia Madureira said...

amor nem sempre significa sofrimento...mas pode significar.
Amor e ausência são duas palavras que dão origem à palavra sofrimento.

beijo

8:10 da tarde  
Blogger elvira carvalho said...

Gosto muito do David Mourão Ferreira, mas este poema não é dos que mais gosto. Porque amor que prende e escraviza para mim não é amor.
Um abraço

8:31 da tarde  
Blogger Alice Matos said...

É realmente um belo soneto...
Beijos...

8:51 da tarde  
Blogger MARIA said...

Olá Manuel,
De facto compreendo a sensação de uma das comentadoras que me antecede. Às vezes, são tantos e de tão elevada qualidade os comentários com que o mimam que se fica sem jeito para dizer mais alguma coisa.
Algo que acrescente...
Como este poema de D.M.F..
É muito lindo.
O amor é mesmo assim : escraviza, na medida em que passamos a depender muito mais de quem amamos do que de nós.
A felicidade de quem amo é a minha. Por isso a partir do momento em que amo, vivo para construir essa felicidade onde depois encontro a minha.
Muito lindo este poema. Gostei especialmente.
Um beijinho
Maria

2:08 da manhã  
Blogger serenidade said...

O soneto e seu autor estão, verdadeiramente cativos de amor, cativos de um beijo....

Serenos sorrisos

9:37 da manhã  
Anonymous Sônia said...

Hum...prisão não é nada bom.
O amor tem que ser livre! Livre como um pássaro, só assim ele pode viver muito...



Um ótimo domingo!
Bom dia!

12:51 da tarde  
Blogger Maria said...

O DMF "sonetava" o amor como ninguém....
Obrigada pela partilha

Boa semana
Fica bem

7:32 da tarde  
Blogger claudia said...

o espelho deformante...

a veces creo que el amor es así, como un espejo que deforma a nuestro gusto lo que vemos reflejado en el otro, vemos amor cuando en realidad es simple amistad, sólo por el hecho de querer amar a ese ser

un abrazo manuel, espero que te encuentres bien :)

12:24 da manhã  
Blogger Rhiannon said...

Nunca encontrei um poema do Mourão Ferreira que não me prenda. Belos.

12:40 da manhã  
Blogger Olhos de mel said...

Amar é tudo isso, que com tão belas palavras, foi dito.
Que sua semana seja feliz!
Beijos

4:17 da manhã  
Blogger Sol da meia noite said...

Amor que prende... que tira a razão...
Amor feito de contradições.

Muito lindo este poema!

*

11:02 da manhã  
Blogger Musician said...

O amor... :)

3:33 da tarde  
Blogger pin gente said...

outra bonita escolha
para nos cativar eternamente.
abraço
luísa

6:07 da tarde  
Anonymous isabella benicio said...

Belíssimo e intenso. Beijo!

4:44 da manhã  
Blogger freefun0616 said...

酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店經紀,
酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,

3:57 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

...ouvir sofrer e calar é o segredo de quem sabe amar...

7:15 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home