sábado, agosto 18, 2007

MUSICA

Se me perguntam porquê
Não sei.

Alguém
Dita os meus poemas
E eu sou apenas
O primeiro ouvinte.

A música vem
E invade
Todo o meu ser
Em cadências.

Deus toca a alma das coisas
Com dedos feitos de vento
Passando as cordas
Da harpa
Num lamento
Num grito
Numa canção de triunfo
Em sinfonias a ser
(Eu registo as vibrações
Como um fio magnetizado
Todo alheado de mim).

Senhor,
Descobrir, enfim
A razão-mãe
De existir :
Vivo nos nervos do ar
Para Te ouvir
E contar.

Pimentel Bastos

59 Comments:

Blogger Serenity said...

Gostei... mas hei-de voltar a ler com mais calma. Bj doce

1:58 da tarde  
Blogger Clitie said...

Ao tempo que não passava por cá!
Para te deixar um beijinho e dizer que me podes visitar em www.sashacores.wordpress.com

3:45 da tarde  
Blogger MARIA said...

Tocada pelos dedos de vento das palavras com que enfeitou este domingo!
Obrigada, mais uma vez pela visita ao M.

4:06 da tarde  
Blogger poeta_silente said...

Muito lindo, Manuel.
Nota-se, aqui, que o autor encontrou a razão de sua existência. É uma razão para além do que estamos habituados a pensar. Nossos dons são dados por Deus. ELE é o primeiro que nos possibilita criarmos, cantarmos, recitarmos poesias. DELE e para ELE.
Esta é a grande descoberta que fez o autor. Ou que nos está a desvendar.
Perfeita a forma como explica o que nos leva a criar. Não mudaría nada em suas palavras. Está perfeito. É assim mesmo...
Que Deus te abençoe.
Beijos
Miriam

5:28 da tarde  
Blogger Alice said...

"Senhor,
Descobrir, enfim
A razão-mãe
De existir :
Vivo nos nervos do ar
Para Te ouvir
E contar."...

Que lindo Manuel... Boa escolha...
O poeta reconhece a inspiração como algo divino... quase alheio... E a si mesmo como transmissor de uma mensagem superior...
Beijinhos para ti...

6:52 da tarde  
Blogger sonhadora said...

O teu gosto pala poesia deixa-me encantada.
Beijinhos embrulhados em abraços

7:44 da tarde  
Blogger Martinha said...

« A música vem
E invade
Todo o meu ser
Em cadências. »

No poema todo, este excerto prendeu-me particularmente a atenção. Até porque na nossa vida tudo acontece como na música: em cadências. Uns momentos terminam logo de uma forma, outros terminam de outra, outros ficam suspensos e terminam depois. Mas o que interessa, é que todos esses momentos nos marcam. :)
Muito bonito. Foi uma óptima escolha!
:D

8:36 da tarde  
Anonymous Luisa said...

Aqui está um poeta que eu não conhecia. Como dizes no meu blog, não se pode ler tudo...
Mas este é magnífico!

9:41 da tarde  
Anonymous alem do horizonte said...

... Da música...
Cada um a escreve, sente ou lhe dá "corpo", nos seus tons e sons...
Lembrou-me umas palavras que escrevi um tempo atras!
Fica aqui um pedacinho.

Entre tons e sons, no silêncio, quase sinto a música do piano, da flauta, de um violino...
Uma guitarra, no fado cantado! O adufe e a voz do campo, da terra...
(...)dez/06

Sempre interessantes estas suas escolhas e como nos deixa belos poemas, de uma diversidade surpreendente!
Uma boa semana.
Bjs

10:01 da tarde  
Blogger Ana said...

Alguém
Dita os meus poemas
E eu sou apenas
O primeiro ouvinte.

...

Estar atento à musica e saber ouvir, para que o poema nasça.
Um beijo.

11:00 da tarde  
Blogger Madalena Barranco said...

Manuel, teu blog está orquestrado com sensíveis e ritmadas poesias... A música também habita as palavras. Beijos. P.S.: É muito bom vir aqui!!!

12:26 da manhã  
Blogger Helena Nunes said...

Que continues a ouvir essa música celestial e a regista-la, para que eu tenha o prazer de dançar ao som dela.

Mesmo de férias, vim dar notícias conforme prometi.
Bjos

2:23 da manhã  
Blogger Olhos de mel said...

Esses poemas que parecem ditados em nossos ouvidos, geralmente, são lindos e traduzem uma sensibilidade enorme.
Que sua semana seja de grandes realizações! Fique com Deus! Beijos

4:13 da manhã  
Blogger Freyja said...

tocas el alma con estos versos amigo, me han gustado mucho
te dejo muchos cariños Manuel y que sea una bella semana y estes muy bien
besitos y gracias por tu compañia


besos y sueños

4:37 da manhã  
Blogger MAR said...

TU ERES MUY ROMANTICO.
BESOS PARA TI Y TODO MI CARIÑO.
MAR

5:31 da manhã  
Blogger Lucía said...

Un abraço, De Propósito.

9:44 da manhã  
Blogger veritas said...

Quando sentirmos a alma das coisas tocar-nos...seremos felizes...

Bjs. Boa semana.

12:07 da tarde  
Blogger claudia said...

obrigada, manuel
boa semana para voce
beijos!

9:51 da tarde  
Blogger SILÊNCIO CULPADO said...

A poesia alimenta a vida transmitindo aos outros esta outra forma de sentir que não é visível no viver comum. Gosto de toda a poesia e das pessoas que a fazem e das que a seleccionam e, sobretudo, das que a procuram.

10:13 da tarde  
Blogger sonhadora said...

Na hora dos sonhos venho deixar-te beijinhos embrulhados em abraços

11:18 da tarde  
Blogger Azul said...

La música nos inunda cada rincón del alma y del cuerpo.

Un biko fuerte!!

11:37 da tarde  
Blogger elvira carvalho said...

Mais um poema lindo, cheio de sentimento, de um poeta que não conhecia. Devo-lhe o prazer de conhecer através do seu blog, poetas que desconhecia, mas que me encantam. Obrigada por isso...
Beijo

11:46 da tarde  
Blogger Palavras ao vento said...

Entrar no teu " cantinho" e ler os poemas que pesquisas para partilhar com os teus amigos... È de uma grandeza espectacular!

Meu querido amigo.... A comparação que fizeste no meu cantinho... Deixou- me muito honrada.

Quem me dera... Quem me dera!!

Sou apenas uma amadora neste mundo da poesia que escreve o que sente!

Beijos

Maria

12:38 da manhã  
Blogger Francieli Rebelatto said...

"Vivo nos nervos do ar
Para Te ouvir
E contar", só por essas palavras já valeu a pena estar aqui hoje...beijos e tenha uma ótima semana!!!

1:27 da manhã  
Blogger pentelho real said...

Foi bom descobrir o teu blog. Adoro poesia e ela acontece-me. Mas escondo os meus manuscritos no meu esconderijo secreto. Um beijo.

3:13 da manhã  
Blogger Entre linhas... said...

Esta poseia alimenta a alma numa razão permanente de existência.
Boa semana amigo Manuel
Bjs Zita

12:16 da tarde  
Blogger Maria P. said...

Muito bonito.
Enche-nos a alma!

Beijinhos*

1:51 da tarde  
Blogger Alex said...

Este poema é todo ele um grito de descoberta. Um beijo Manuel.

2:57 da tarde  
Blogger Ema Pires said...

Lindos poemas. Quem poderia vivr sem música.
No meu blogue poderá ouvir uma mistura de J.S. Bach e música africana muito especial.
Bjos

4:55 da tarde  
Blogger Musician said...

Excelente! Diz tudo em poucas palavras!

6:08 da tarde  
Anonymous carla granja said...

OLÁ! TA LINDO O TEU POEMA AMEI DE MAIS . NÃO VOU DIZER MAIS NADA PA NAOESTRAGAR TANTA BELEZA. SE KISERES DÁ UMA OLHADA NO MEU BLOG K TMB É FEITO COM POEMAS DE MINHA AUTORIA.
BJO
CARLA GRANJA

7:19 da tarde  
Blogger serenidade said...

A música entoada aos ouvidos em vibrações ondulates de harmonia conjugada com Amor, são fruto de uma fonte divina que irradia do além e do interior daqueles que se deixam tocar:)

Lindíssimo.

Serenos sorrisos

7:19 da tarde  
Blogger Esther said...

Aunque no entiendo portugués, algunas cosas sí que entiendo porque el portugués me resulta parecido al español. Y por lo que entendí, este poema es muy bello. La música, es maravillosa, me gusta sobre todo que con los mensajes de algunas canciones, puedas identificarte. ¿Qué sería del mundo si no existiera la música? ¿Podría soportarse?

P.D: aprovecho para darte miles de gracias por las cosas tan bonitas y a veces curiosas, que me mandas al e-mail ¡Gracias!

Um beijo :)

7:26 da tarde  
Blogger fgiucich said...

La música exalta las virtudes del alma. Abrazos.

10:01 da tarde  
Blogger Kukilin said...

Muy bello Manuel, cuanta sensibilidad hay en los poemas que eliges, me voy plena de música. llena de amor y con un arpa susurrando en mis oídos
Besos musicales.

11:40 da tarde  
Blogger elsa nyny said...

Muito lindo!!!
agora convido-te a - JUNTAR AS TUAS MÃOS...POR UMA CAUSA! Vem colaborar!

beijinhos!

12:58 da manhã  
Blogger Escorpiana Explosiva said...

adorei bem direto,continue assim

1:10 da manhã  
Blogger pin gente said...

a inspiração vem da natureza... da divindade.

2:24 da tarde  
Blogger Martuxa said...

A música expressa tudo...

5:05 da tarde  
Blogger Bruxinhachellot said...

"Deus toca a alma das coisas
Com dedos feitos de vento
Passando as cordas
Da harpa
Num lamento"

Lirismo puro.

Beijos de rosa.

6:19 da tarde  
Blogger Palavras ao vento said...

Reli mais uma ves este belíssimo poema!

E já agora... Peço. te que vás ao http://ideias-a-solta.blogspot.com/

E faz a reflexão do poema que lá está.

Uma amiga minha o escreveu... Gostava da tua opinião.

Beijos

Maria

6:42 da tarde  
Blogger Ninoschka said...


Hola...
traté de leer tu poema... algo entendí... jejejeeee..
La verdad es que no sé hablar portugués.. qué pena, verdad!
Bueno, te paso a saludar y a desearte un bello día.
Cuídate mucho
-yo-

7:12 da tarde  
Blogger Menina do Rio said...

E tens bons ouvidos, Manoel!

beijos
Veronica
http://recantodaalma.blogspot.com

12:26 da manhã  
Blogger Alma de Poeta said...

Manel, este podia ter sido um poema feito por ti. É belo!!
Adorei!!

Um beijo com muito carinho

12:55 da manhã  
Blogger DairHilail said...

LINDA A TUA MÚSICA...

toco violino...queres ouvir?
1 beijo para ti

1:55 da manhã  
Anonymous anne said...

Só posso dizer que é lindo demais! A música tem essa magia de invadir nosso ser de maneira surpreendente. Beijo-te .

2:02 da manhã  
Blogger Cris said...

A partilha das palavras doces que vais descobrindo é simplesmente uma dádiva.

beijinho
C.

10:43 da manhã  
Blogger Celeste said...

Sabes que la música forma parte importante de lo que somos. Nadie, ninguno de nosotros está salvo de ella ¡Nadie!

Hay una melodía hermosísima que algunos le atribuyen a Fernando Villalona y otros a Lino Borges. En fin, dice así, la primera parte:

Vida consentida (se llama)

"Hay música en tu voz,
hay música en tus manos,
son tus labios de miel dos corales hermanos.
Terciopelo son tus ojos soñadores,
luz de luna tu sonrisa sin igual.

Te amo hasta en el dolor
y siento por tu encanto
felicidad de amor
temor de amarte tanto.
Eres maravillosa vida consentida
porque tu eres la vida
de una gran ilusión"

Beso celeste.

5:01 da tarde  
Blogger Bettina Perroni said...

Perfecto para el momento indicado mi querido Manuel.

Te abrazo fuertemente :)

12:00 da manhã  
Blogger Olhos de mel said...

Passei aqui pra deixar beijinhos.
Fique com Deus!

1:47 da manhã  
Anonymous Rosa Maria said...

Pois bem...há mt que não passava aqui...mas vou daqui encantada
Fica um beijo

8:49 da manhã  
Blogger Jacinta Correia said...

A inspiração na sua forma simples... lindo o poema. Bj.

2:28 da tarde  
Blogger veritas said...

Todos nós temos como objectivo ouvir e contar, a sabedoria está no ouvir...a arte no contar...e ambas se entrelaçam.

Bjs. Bom fim-de-semana.

4:58 da tarde  
Blogger Ana R said...

Sucede, sí, sucede...escribimos poesía porque algo inaprensible nos dicta y nos invade.Por razones que buscamos o simple necesidad de proyectarse desde la forma más bella de la palabra...

Un abrazo

5:28 da tarde  
Anonymous isabella benicio said...

Ritmo, melodia, beleza, sensibilidade.
Bonito mesmo esse poema. Beijo.

3:38 da tarde  
Blogger MAYA said...

Reconocer en la música la inspiración divina es tocar con los dedos los sublime.

Estoy disfrutando y sintiendo mucho tu espacio. Los posts son bellísimos.

Un abrazo Manuel,

Maya

3:59 da manhã  
Blogger Delfim Peixoto said...

Genial
Abraço

4:59 da tarde  
Anonymous angel said...

Hermoso poema, al igual que los que eliges para tu espacio que frecuento.


Saludos...

1:38 da tarde  
Blogger freefun0616 said...

酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店經紀,
酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,

3:58 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home