sexta-feira, outubro 12, 2007

ONDAS DO MAR

As ondas do mar,
Salpicando de espuma o areal,
Têm a brancura do sonho,
Que pode ser medonho
E nem sempre real.
Num búzio da praias,
Grita o oceano
Uma melodia de imensidão,
Acorde de vento,
Grasnar de gaivota,
Gemido de solidão.

António Carvalho Martins

17 Comments:

Blogger Gerardo Omaña said...

"Grasnar de gaviota, gemido solitario"
Precioso.

Un abrazo pàra tu alma.

1:00 da tarde  
Blogger elvira carvalho said...

Tem a brancura do sonho
que pode ser medonho
e nem sempre real.

Gostei.
Um abraço, bom fim de semana

2:41 da tarde  
Blogger david santos said...

É verdade!
"Tem a brancura do sonho que pode ser medonho e nem sempre real."

Espectacular, parabéns.

2:44 da tarde  
Blogger pin gente said...

ah! mas eu gostava do meu sonho, real...
abraço
luísa

4:53 da tarde  
Blogger serenidade said...

O grasnar da gaivota pode, sem dúvida, alertar para ou ser de tempestade...

Bom fim de semana.

Serenos sorrisos

5:51 da tarde  
Blogger Ana R said...

Gracias por tan hermosos regalos en este mar que a veces brama...

Abrazos

6:29 da tarde  
Blogger Lumife said...

Grato pela visita ao "Beja".

Gostei deste espaço e voltarei.


Saudações

6:34 da tarde  
Blogger Fernanda e Poemas said...

Olá, linda escolha, de belíssimo texto.
Parabéns:
Beijinhos!
Fernandinha

9:03 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

ONDAS DO MAR

Das ondas do mar
gotinhas de cristal
vão salpicando o areal
na forma do verbo amar...
Nas conchas bate bravio
o murmúrio vadio
que junto da gaivota
pescadinha, sardinha, marmota
ensaiam um prelúdio
dançando no lamento do vento
que é paixão em doce solidão...
que pode ser tormenta
que pode ser ilusão...

Mas o próprio mar nas ondas inventa
Todos juntos ser...um só coração :)

Gosto da simplicidade da poesia fica sempre uma doce magia...
Um beijinho de bom fim de semana,
Manuel!

9:08 da tarde  
Blogger Tó-Zé said...

lindo o pooema.
Boa escolha

Bom fim de semana

10:57 da tarde  
Blogger Professorinha said...

Qual deixar de comentar???... Não há cá nada disso! Comentar sempre! Ainda mais quando os comentários são pertinentes!!!


Vamos lá comentar...

E o mar... nem tempo tenho para pensar nele... Mas agora que leio, faz-me falta o mar...

11:36 da tarde  
Blogger A COR DO MAR said...

Ola Manuel
Gostei muito deste teu mar.
Arranjei um bocadinho e estive hoje junto dele, é tão bom :)

Um grd beijinho e bom domingo para ti

11:59 da tarde  
Blogger *©õllyß®y said...

Ondas que deste mar, enrolam na areia e voltam para o mar...

Doce beijo

6:13 da tarde  
Blogger pin gente said...

a espuma das ondas
que na areia passeia
o que de si deixa
num traçado branco
explode em silêncio
se entranha ao secar
sua forma deixando
que a onda seguinte
logo irá apagar

9:51 da manhã  
Blogger Saramar said...

Belíssimo, apesar de triste.
Essas imagens do mar, encantadoras e melancólicas são perfeitas para falar da solidão.

beijos

2:42 da tarde  
Blogger Candela said...

Já sabes como amoo o mar, este poema me tem rsultado especialmente formoso.

Com carinho

12:41 da tarde  
Blogger freefun0616 said...

酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店經紀,
酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,

3:56 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home