quinta-feira, novembro 27, 2014

MALMEQUER

Se me ponho a desfolhar
Um malmequer, curiosa,
Fico triste e a pensar
Se me engana a flor mimosa

Tirando pétalas fora
Por querer saber a sina,
Vejo logo, sem demora,
A sorte que me destina...

Malmequer é agoirenta
Pois começa a dizer mal,
Mas é flor que a todos tenta

Muito embora trivial,
Dizer bem não ex'primenta
Mal dizer é habitual !...

 
Carolina Viseu Pinheiro da Silva Matos

5 Comments:

Blogger Amandine Durez said...

thank u

9:35 da tarde  
Blogger Maré Viva said...

Malmequer, suas pétalas branquinhas querem dizer bem te quero...mesmo quando a sofrer lhe roubam as pétalas, uma a uma...

Um bom fim de semana e um abraço.

12:54 da tarde  
Blogger Graça Pires said...

A linguagem de uma flor feita poema, um belo poema.
Beijo, amigo.

3:15 da tarde  
Blogger Elisabete said...

Uma linda flor.
Bom fim de semana

8:55 da tarde  
Blogger Labirinto de Emoções said...

Manuel
Grata pela visita e pelas letras lá deixadas..:-)
Os malmequeres são flores tão bonitas que é uma pena desfolha-los...e depois,. nunca acertam nos desejos pedidos!
Um beijo
Teresa

6:58 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home