sábado, outubro 09, 2010

GENTE PORTUGUESA

Costa de Portugal. costa formosa
Que o mar fremente vem orlar de espuma;
Largo horizonte, em que através da bruma
Surge sempre uma vela aventurosa !...

O Mar ! eterno mote, eterna glosa
Que as gerações nos cantam, uma a uma,
Em voz que algumas vezes se avoluma
Num grito de epopeia gloriosa !

Gente de Portugal ! o vosso olhar
Nunca sonhou, nem quis outra beleza,
Foi esta sempre que julgou sem par !...

Mais do que a terra, mais do que a riqueza,
É o Mar infinito, é sempre o Mar
O grande amor da gente portuguesa !...

Maria de Carvalho

2 Comments:

Blogger manuel marques said...

Lindíssimo poema .

Abraço.

9:10 da tarde  
Blogger ♥.•:****-franciete-****:•.♥ said...

Então já temos outro, e este foi mesmo de-propósito.

Ó mar salgado quanto do teu sal, e agora é que Portugal pode chorar porque quem mama é o governo, beijinhos amigo fica com Deus.

10:22 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home