sábado, julho 29, 2006

MANUEL MARIA BARBOSA DU BOCABE



A frouxidão no amor é uma ofensa,
Ofensa que se eleva a grau supremo;
Paixão requer paixão, fervor, e extremo;
Com extremo e fervor se recompensa.

Vê qual sou, vê qual és, vê que dif'rença!
Eu descoro, eu praguejo, eu ardo, eu gemo;
Eu choro, eu desespero, eu clamo, eu tremo;
Em sombras a razão se me condensa.

Tu só tens gratidão, só tens brandura,
E antes que um coração pouco amoroso,
Quisera ver-te uma alma ingrata e dura.

Talvez me enfadaria aspecto iroso;
Mas de teu peito a lânguida ternura
Tem-me cativo, e não me faz ditoso.


Manuel Maria Barbosa du Bocage
N. 15-09-1765 _ F. 21-12-1805

16 Comments:

Blogger Lidiane said...

Olá
Vim te visitar.......
Como é lindo tudo que escreve.....
Seu blog é muito rico!!!!
Beijos no coração!!!

12:52 da tarde  
Blogger Por uma lagrima said...

Que suavidade paira neste cantinho!!
E é tão reconfortante, depois de uma semana de "luta", ler-te...
Obrigada
Um beijo com sabor a lágrima

1:00 da tarde  
Blogger Musician said...

Lindo este poema.
Tens bons gostos ;)

Beijinho*

1:19 da tarde  
Blogger Catarina Pati said...

Ha poemas sem idade, que nao perdem a graça e a frescura com o passar do tempo.

Um bom fim de semana, um abraço!

1:54 da tarde  
Blogger Carina said...

Realmente de toda a obra de bocage, esta foi uma boa escolha! É uma poema bastante actual, e que vale a pena er lido!
Uma grande beijoka e obrigada pela visita!

5:00 da tarde  
Blogger Pete said...

O Bocage foi um dos nossos melhores poetas populares e é sempre bom reciordá-lo.

Um Abraço e bom fim-de-semana,

Pedro Gonçalves.

7:21 da tarde  
Blogger confusa said...

Bocage será sempre Bocage.
Adoro.

8:25 da tarde  
Blogger alfazema said...

Passei por aqui para te desejar um bom fim de semana e deixar-te um beijinho.Gostei do poema. muito bonito. Boa escolha!

8:32 da tarde  
Blogger Eternal said...

O senhor Bocage =)
Lindo soneto este.
Beijinho Lunar

8:35 da tarde  
Anonymous ConchitaMachado said...

"Manuel Maria Barbosa Du Bocage"

Excelente POETA Português!!!
Parabéns pelo Poema.
*
...
"Safa, seis horas a fio
Entre sábios! Que carolo!
Não aceito um tal emprego,
Pois não quero dar em tolo."

(Manuel Maria Barbosa Du Bocage)

*
Bom fim de semana
Beijo
ConchitaMachado

9:09 da tarde  
Blogger Luna said...

O amor é dificil de explicar , atravessa-se nas nossas vidas sem oconseguirmos segurar
beijos

10:23 da tarde  
Blogger Alexandra said...

Óptima escolha!

Este é um típico e lindo Bocage!!
Quase não era preciso deixares o nome do autor, tanta chama emana destas palavras que não se deveria tornar díficil identificar...

Bom Domingo!

Beijos

12:08 da tarde  
Blogger _+*A Elite in Paris*+_ said...

Confesso que nao conhecia :) beijokas a ti :)

12:16 da tarde  
Blogger Anna D' Castro said...

Manuel, magnífico poema de Bocage, confesso que tinha saudades, há quantos anos o não lia. Parabéns pela escolha.
Gostaria de convidá-lo a passar nos meus blogs e a ler alguns do meus poemas, ou prosas. Me daria imenso prazer. É sempre agradável receber visitas de conterrâneos.
Um beijo e boa semana.
Anna

6:38 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Excellent, love it! »

5:31 da tarde  
Blogger freefun0616 said...

酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店經紀,
酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,

2:55 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home