quinta-feira, março 19, 2015

O MAL

O meu avô octogenário, já tremente
(um velho é fruto seco, bem cristalizado),
o meu avô, que é cego e enxerga mais que a gente,
disse-me, há dias, estas cousas, a meu lado:
      
_«Nascem as árvores direitas, geralmente,
como o Bem nasce vertical, e cresce e espiga;
_mas o cipó, que nasce torto, impertinente,
logo as enlaça, e tudo entorta e tudo intriga.
     
Sobe, neto, ao farol do mar da Vida, e espreita
do alto gradil do Pundonor que dá conforto:
_quem nasce torto, tarde ou nunca se endireita;
     
corta a raíz do mal (que é tortuoso), corta;
olha que um pau, lançado ao fogo, quando é torto,
até a chama é torta,  até a cinza... é torta.»
     
                 José Marques da Cruz

9 Comments:

Blogger Graça Pires said...

O avô é um sábio...
Beijo.

2:49 da tarde  
Blogger PERSEVERÂNÇA said...

Feliz quinta-feira!
Feliz todo àquele que ainda tem seus avós, pais, essa linhagem direta familiar é o berço do carater para um a pessoa ser feliz e seguir no caminho correto.
Fraterno abraço e agradecendo pela visita ao Perseverança, seja sempre bem vindo.
Nicinha

8:10 da tarde  
Blogger Franziska said...

Al releer el poema, he recordado haber dejado un comentario que, por lo que veo, aún no ha sido publicado.

Saludos cordiales. Franziska

3:53 da tarde  
Blogger Franziska said...

Al ver publicado mi último comentario comprendo que se produjo algún error.

Es cierto que un árbol torcido no es posible enderezarlo. Y es claro, que esto sucede con las malas acciones: una vez que se hacen, la vuelta atrás nunca restaña el daño que ha producido.

Saludos cordiales. Franziska

5:46 da tarde  
Blogger CÉU said...

Gostei muito das palavras do avô e da definição de velho.

Há que erradicar o mal, nem que seja só em poesia, e hoje celebra-se o Dia Mundial dela.

Bom fim de semana!

5:19 da tarde  
Blogger Maria Luisa Adães said...

Uma sabedoria o que escreveu

E o Avô ajudou!

Ter avô e Avó
Mãe e Pai

Tios...

É o tempo mais feliz de nossas vidas
e eu, já os perdi a todos...Saudades me deixou, por vezes impossíveis de sentir, e seu poema me acalentou, na frieza da vida!

Maria luísa

6:04 da tarde  
Blogger Maria Luisa Adães said...

Uma sabedoria o que escreveu

E o Avô ajudou!

Ter avô e Avó
Mãe e Pai

Tios...

É o tempo mais feliz de nossas vidas
e eu, já os perdi a todos...Saudades me deixou, por vezes impossíveis de sentir, e seu poema me acalentou, na frieza da vida!

Maria luísa

6:04 da tarde  
Blogger Maria Rodrigues said...

Os avós são um manancial de histórias, vida e sabedoria.
Que saudades dos meus.
Beijinhos
Maria

5:06 da tarde  
Anonymous Meizitang Botanical said...

I like it this blog information, thanks for sharing

4:32 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home