sexta-feira, outubro 12, 2012

VERSOS À SAUDADE

Dos mares todos que há no mundo,
Qual o mais fundo,
De mais ignota imensidade?
O da Saudade:
Quem nele cai
Reaja, ou não, de lá não sai.
  
Tanta coisa faz saudade
No triste correr da Vida...
Que fará f'lecidade,
Completamente perdida?!
  
A Saudade é um tormento
Que se faz sempre lembrar,
Busco o mar do esquecimento,
Quero-me n'ele afogar.
  
Veem sempre de fugida
Esp'ranças, sonhos, delírios,
Da Mocidade e da Vida...
Deixam Saudades, Martírios...
  
Passa o amor, a paixão,
A mais antiga amizade,
que prendeu o coração...
Firmeza... só na Saudade.
  
Cruz Magalhães

2 Comments:

Blogger © Piedade Araújo Sol said...

a saudade muito bem "retratada".
obrigada!
beij

12:39 da tarde  
Blogger Baila sem peso said...

Saudade é um forte perfume
Que se entranha na pele
Por mais que o tentamos
Não há antídoto que se revele :))

Abracitos

9:49 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home