sexta-feira, fevereiro 20, 2009

NICOLAU TOLENTINO

A DOIS VELHOS JOGANDO O GAMÃO

«Em escura botica encantoados,
Ao som de grossa chuva que caía,
Passavam de Janeiro um triste dia
Dois gingas no gamão encarniçados.

Corra, vizinho, corra-me esses dados,
Gritava um d'eles, que nem boio via:
De sangue frio o outro lhe dizia
Mil anexins n'aquele jogo usados:

Dez vezes falha o mísero antiquário;
E ardendo em fúria o trémulo velhinho,
Atira c'uma tabola ao contrário:

O mal seguro golpe erra o caminho;
Quebra a melhor garrafa ao boticário
Que foi só quem perdeu no tal joguinho.»

Nicolau Tolentino
1740-1811

13 Comments:

Blogger Baila sem peso said...

Para soneto está bem divertidinho
esse gamão feito poema de joguinho
e lá se foi a garrafinha
será que estava cheinha,
de vinho? :D

Engraçado como a poesia é magia,
em qualquer tema em que se pronuncia!

Bom fim de semana, Manuel
Beijinhos

6:01 da tarde  
Blogger ada said...

Hola: Soy la mujer de siempre, que llega de momentos de ternura a ofrecerte mi nueva casa en donde siempre habrá un lugar para ti.
Mil abrazos
Un biquiño

6:24 da tarde  
Blogger mardelibertad said...

Saludarte
Besos

9:21 da manhã  
Blogger fgiucich said...

Un soneto encantador. Abrazos.

11:10 da manhã  
Blogger Arabica said...

Em qualquer jogo há sempre uma garrafa que se parte, metafóricamente falando, claro...



Bom fim de semana, beijos

11:59 da manhã  
Anonymous Luisa said...

Muito engraçados estes versos. Lembrou-me o tempo em que em minha casa também se jogava o gamão.

2:46 da tarde  
Blogger Marysol said...

Hola, Manuel, siempre es grato venir a verte. Gracias por darnos a conocer estos poemas hermosos.
Un abrazo

3:38 da manhã  
Blogger Concha said...

O jogo é isto mesmo, perde-se ou ganha-se.
Assim com mais sorte ou azar,fazem-se as jogadas.É um divertimento ou passatempo,com regras.Mesmo assim desperta sentimentos,atitudes,que nem sempre são os mais correctos.
O homem é educado para ser vencedor.
- Perder???
- Quem gosta? Nem a brincar...

5:53 da tarde  
Blogger Paulina said...

Gracias manuel por compartir estos poemas con nosotros , te dejo un abrazo inmenso .

11:32 da tarde  
Blogger Ana Maria said...

Engraçado o jogo.
Boa noite, beijinhos!

11:40 da tarde  
Blogger Dalva M. Ferreira said...

Estou vendo a cena... um instantâneo da vida daquele tempo. Valeu. Abraço apertado do outro lado da praia.

12:55 da manhã  
Blogger ecos de palavras said...

Manuel,

Mais um belo soneto que descobres nas palavras de Nicolau Tolentino!

Sublime!

Abraço de amizade da amiga

Maria

4:05 da tarde  
Blogger freefun0616 said...

酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店經紀,
酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,

3:37 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home