terça-feira, outubro 30, 2007

OLIVENÇA


Fiel ao sangue, nossa irmã germana,
chora Olivença as suas horas más
junto do rio que tornou atrás
quando soou a trompa castelhana.

Ó casa de Entre-Tejo-e-Guadiana,
lembrate dela que entre ferros jaz!
Não a dobrou a guerra nem a paz,
__fiel ao sangue, o sangue a ti irmana!

E todo aquele em quem ainda viva
o ardor da Raça e a voz que nele anseia,
se for p'ra além da raia alguma vez,

é Olivença nossa irmã cativa
lá onde com surpresa a gente alheia
oiça dizer adeus em português!

António Sardinha
1888-1925

http://www.geocities.com/capitolhill/2382/indice.htm

http://portugal-livre.00freehost.com/litigio.htm
http://zolmerxu.cjb.net/olivenca.htm




50 Comments:

Blogger Azul said...

Maravilloso momento...gracias por las imagenes por el poema, por este pequeño gran viaje.

Bikos.

6:59 da tarde  
Anonymous pequenita said...

No fugaz e eterno momento
da consumação de nosso amor
gritam gargantas no gozo do prazer
da quase dor desse explodir...

Desejo de um bom feriado...

www.intimomisterio.blogs.sapo.pt

7:08 da tarde  
Blogger Ana R said...

Un poema cercano, próximo...bello.

Un abrazo

8:30 da tarde  
Blogger Silvia Madureira said...

Tens um convite para ti no meu blog.beijo

10:11 da tarde  
Blogger fgiucich said...

Hermosos versos con una fuerte raigambre histórica. Abrazos.

11:03 da manhã  
Anonymous Célia said...

Ola Antonio, tudo bem ?
Vim aqui te ler e enviar abraços.
Célia

1:33 da tarde  
Blogger Celeste said...

Dice una canción de Jorge Drexler que "las fronteras se mueven como las banderas"... yo le agregaría que a unos acarician y a otros los golpean. Pero, tarde temprano, los acariciados sentirán dolor y los golpeados serán sanados.

Beso celeste sin fronteras.

3:56 da tarde  
Blogger Fátima said...

Olá!
Passei para te dizer que tenho um miminho nas minhas "Vivências", para todos os que de certa forma, me alegram os dias.
Belo poema e dá referencia a nuestros hermanos, que agora fazem parte do meu dia a dia!


Um beijo e um desejo de um otimo fim de semana!

6:24 da tarde  
Blogger karla said...

mt bonito... :)

beijinho d bruxa...lol

9:30 da tarde  
Blogger ♥≈Nღdir≈♥ said...

Gargalhadas aterradoras soam no ar, andam por ai bruxas a enfeitiçar
Bruxedos, encantos, magias…
Cuidado!!! Não se deixem apanhar!!!!
(`“•.¸(`“•.¸ ¸.•“´) ¸.•“´)
♥ HAPPY HALLOWEEN ♥
(¸.•“´(¸.•“´ `“•.¸)`“ •.¸)

A Feiticeira do Fantasy
www.fotosdanadir.blogspot.com
--
O Feitiço do Just Feelings
www.ridanfeelings.blogspot.com

11:18 da tarde  
Blogger Sophiamar said...

Vim ler o poema, como sempre,desejar-te um bom feriado e deixar-te beijinhos.

10:41 da manhã  
Blogger Martinha said...

E é assim a Olivença. ;)
Gostei do poema!
Beijo *

11:51 da manhã  
Blogger Musician said...

Muito bom!

Beijos*

5:10 da tarde  
Blogger Alice Matos said...

Gostei!

Passei para te ler e deixar o meu carinho...

Lice...

5:34 da tarde  
Blogger Tita - Uma mulher, Um blog, algumas palavras said...

Vim aqui de propósito deixar um beijo e mais uma vez passei um delicioso momento.
Obrigada

11:51 da tarde  
Blogger kukilin said...

Manuel, tus poemas son cada vez, mas reflexivos y comprometidos.
A mi hermoso poeta.
besos.

12:40 da manhã  
Blogger Olhos de mel said...

Oie Manuel! Mais um belo poema! E que bom que posso conhecer poetas que jamais pensei... Obrigada por isso!
Beijos

1:07 da manhã  
Anonymous Luisa said...

Olivença ainda é pra muitos uma "pedra no sapato". Belíssimos e patrióticos estes versos de António Sardinha.

3:35 da tarde  
Blogger Silvia Madureira said...

Poema bem português, que retrata bem o espírito português em tempos mais remotos...saudoso este poema.

um abraço

3:49 da tarde  
Anonymous Arte de Amar said...

Vem...
Que te espero... nua...
Não mais ha lugar para o pudor...

Vem...que te quero, nu...
Fecha-me os olhos com teus beijos,
faz-me sonhar com teus desejos...
Faça-me mulher com teu ardor...

Vem...
Que quero agora
acariciar teu corpo levemente,
beijar-te os lábios, sofregamente...
Sugar tua seiva com minha
boca quente...

Deixar-me penetrar por teu furor...
Vem...
que sou mulher,
te quero homem,
vem...
deixa-me viver esta fantasia
de amor...

Desejos de um fim de semana cheio de amor :)

Beijos
Arte de Amar
www.intimomisterio.blogs.sapo.pt

4:15 da tarde  
Anonymous Ofeliazinha said...

Passo por aqui para matar as saudades e deixar um abraço.

4:39 da tarde  
Anonymous Charroco said...

Ca gandas malucos !!

2º post do charroco ...

Bom fim de semana .

6:41 da tarde  
Blogger pin gente said...

de que lado estamos?

um abraço
luísa

10:15 da manhã  
Blogger sveronica said...

Um soneto deveras intrigante e belo!

Beijinhos

Menina

2:08 da tarde  
Anonymous carla granja said...

um belo poema e bem nacional :) gostei imenso:)
., . - . - , _ , .
.) ` - . .> ' `(
/ . . . .`\ . . \
|. . . . . |. . .|
. \ . . . ./ . ./
.. `=(\ /.=`
.... `-;`.-'
......`)( ... ,
....... || _.-'|
........|| \_,/
........|| .*´¨)
¸.•´¸.•*... ¸.•*¨)
(¸.•´ (¸.•` *
*´¨) мιℓ вєιנoѕ♥*♥
¸.•´¸.•*... ¸.•*¨)
(¸.•´ (¸.•` **♥*♥
te desejo um bom fim de semana e um bjo

7:32 da tarde  
Blogger AlegriadeQuerer said...

Tenemos la suerte de estar vivos,
De tener días plenos, y felices
Con la dicha de tener y de ser buenos amigos.
De ser flores que adornar la vida.
Hay algunas que su destino es adornar la muerte.


Hoy pido una oración por mi país,
Necesita que pintemos sus días de un tono Alegría.

Hoy estoy aquí viva. Dándole gracias a Dios,
De tenerte como amigo. Te quiero mucho. Yudelka

10:25 da tarde  
Blogger AlegriadeQuerer said...

Manuel te quiero mucho.

10:26 da tarde  
Blogger LlunA said...

Hoy me perdí un poco en tus palanras...pero sigo intentandolo que no es tan complicado lo sé. me quedo una sensación de profundidad...

Besotes

5:14 da tarde  
Blogger *©õllyß®y said...

O momento que se torna doce e calmo, neste meu voltar...

Doce é meu beijo

6:27 da tarde  
Blogger Olhos de mel said...

Olá Manuel! Passei pra deixar beijinhos e votos de uma semana feliz!

8:55 da tarde  
Anonymous cristina said...

Obrigada para a tua vista.
Bom semana, beijinhos.

5:57 da tarde  
Blogger minds said...

Passei para desejar uma boa semana e deixar um beijinho!

10:06 da tarde  
Blogger Tiago Nené said...

gostava que colaborasses neste grande blogue colectivo:

www.bloguedasartes.blogspot.com

le os estatutos.

saberás o que fazer.

ate ja;)

4:04 da manhã  
Blogger Bettina Perroni said...

He andado ausente ultimamente pero... no puedo dejar pasar la oportunidad para pasar y dejarte mis saludos.

Manuel, un fuerte abrazo. :)

Un besote tambien :)

5:42 da manhã  
Anonymous carla granja said...

olá! vinha ver se havia algo de novo ! hje tenho um poema onde posso amar sem autorização :) mas sabes k o k escrevo é tudo invenção menos as dedicatorias ou poemas k alguém me pede:)
(`“•.¸(`“•.¸ ¸.•“´) ¸.•“´)
♥ uma boa semana e bjos♥
(¸.•“´(¸.•“´ `“•.¸)`“ •.¸)
carla granja

1:08 da tarde  
Blogger Palavras ao vento said...

Um belo soneto de António Sardinha... que retrata tempos em que Olivença seria ou não de Portugal!

Creio que existe um site... que luta por essa causa!

Beijos da

Maria

8:23 da tarde  
Blogger elvira carvalho said...

Nunca fui a Olivença. Mas o poema agradou-me.
Um abraço

9:21 da tarde  
Blogger Ángel Azul said...

Bello poema.
Gracias por estar, tu presencia es cálida y grata.
Estuve mucho tiempo sin Internet y eso a impedido que te visitara pero ahora he regresado.

10:24 da tarde  
Blogger Nena Pereria said...

CONVITE

A Câmara Municipal de Lousada e a Negra Tinta Editorial
tem o grato prazer de o/a convidar para o lançamento do Livro
Pulsa o Impulso de
Artur Moura Queirós
com Prefácio de
António Costa Moura,
Fotografia de
Júlio Sousa e Vítor Ribeiro
e Conceito Gráfico de
Fausto Rodrigues

10 Novembro 2007
21h30 |
Biblioteca Municipal de Lousada

Mecenas
da Edição:

AUDI CENTRAL TECH
LABMO

12:48 da manhã  
Blogger Kalinka said...

OLÁ MANUEL

Também falei de Olivença em Julho, quando visitei o local...

Ando angustiada pela falta de tempo que tenho tido nos ultimos 10 dias; fui de férias(em passeio) 3 dias ao Algarve e 4 dias até ao Norte...e, assim tenho estado ausente.

Beijitos.

2:08 da manhã  
Blogger o_cao_que_morde said...

O Blog O Cão Que Morde fez uma Petição para a obrigação da esterilização de todos os animais de companhia que não pertencem a criadores autorizados.
Assina e ajuda a divulgar esta iniciativa para resolver o problema dos animais abandonados

10:19 da manhã  
Blogger Rui Caetano said...

Bonito o poema, imagens a acampanhar também interessantes.

9:06 da tarde  
Anonymous Célia said...

Ola Manuel, como vai ?
Um otimo dia para você.
Com amor e carinho.
Célia

10:25 da manhã  
Blogger Celeste said...

Manuel... saludos!

Beso celeste.

6:33 da tarde  
Blogger clautixa said...

Bonito poema..
por acaso já estive em olivença;)

10:29 da tarde  
Anonymous Luisa said...

Obrigada pela visita. Realmente o Sá-Carneiro é um poeta que nos deixa de boca aberta. O seu poema "Quase" é o melhor que se escreveu em toda a nossa Literatura. Penso que já o publiquei aqui.

1:00 da manhã  
Blogger Bichodeconta said...

Bonito poema, bonitas e harmoniosas palavras.. vou voltar aqui sempre que possivel..um abraço. ell

4:15 da tarde  
Blogger Alice Matos said...

Passei para deixar o meu carinho...
Beijos...

7:24 da tarde  
Blogger Palavras ao vento said...

Passei para desejar um bom fim de semana!

Admito... que vinha na expectativa de teres mais um bom poema!

Voltarei...

Beijos

1:53 da manhã  
Blogger Lusófona said...

Olá Manuel!!!

Eu conheço o Tejo e já passei pelo guadiana =0)

Beijinhos e fica bem

6:03 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home