quarta-feira, outubro 24, 2007

SONETO (Amor um mal)

Busque Amor novas artes, novo engenho,
para matar-me, e novas esquivanças;
que não pode tirar-me as esperanças,
que mal me tirará o que eu não tenho.

Olhai de que esperanças me mantenho!
Vede que perigosas seguranças!
Que não temo contrastes nem mudanças,
andando em bravo mar, perdido o lenho.

Mas, conquanto não pode haver desgosto
onde esperança falta, lá me esconde
Amor um mal, que mata e não se vê.

Que dias há que n'alma me tem posto
um não sei quê, que nasce não sei onde,
vem não sei como, e dói não sei porquê.

Luís de Camões

30 Comments:

Blogger Silvia Madureira said...

Amor é um misto de sentimentos...às vezes contraditórios...às vezes faz sofrer...porquê? Porque quando se ama são dois e o sofrimento em nós é a dobrar...

beijo

11:00 da manhã  
Blogger Fátima said...

Males de amor, quem os nao têm.
Porque algo tao belo e feito de coisas boas nos faz passar por tanto sofrimento.
As vezes no meio da raiva, quase que dá vontade de gritar a sete ventos " maldito sejas amor, que por ti tantas lágrimas sao derramadas".

Um beijo cheio de carinho e amizade!

1:08 da tarde  
Blogger Je Vois la Vie en Vert said...

Olá !
Venho agradecer a tua visita e comentário no meu cantinho verde e fiquei agradávelmente surpreendida de encontrar o meu nome nos teus favoritos. Vou retribuir esta gentileza porque o teu blog também o merece.
Um abraço verdinho

1:24 da tarde  
Blogger elvira carvalho said...

Amor é um mal que mata...
Amor é um bem que dá vida...
Ou não somos nós frutos do amor?
Um abraço

2:51 da tarde  
Blogger poeta_silente said...

Discordo. Amor não é um mal para quem vive o verdadeiro amor. O verdadeiro amor não ofende, não magoa, não exige, se doa, desfaz-se em gentilezas, não pede retorno... O verdadeiro amor somente existe... e nada o deixa menor. Pois por ser verdadeiro ele mesmo se sustenta em sua essência.
O verdadeiro amor ama porque sente-se bem em amar e querer que o outro seja feliz. Quer maior amor que o amor de uma mãe por seu filho? Podemos dizer que quando o filho chora na madrigada, quando a mãe está no primeiro sono e cansada, podemos dizer que ela se levanta sorrindo e feliz porque é mãe e ama? Não! Ela se levanta cansada, triste pq seu filho está chorando e sente-se exigida na sua fragilidade de ser humano... mas, ela o ama... e amor é doação.
Assim... assim é o amor em todos seus sentidos.
Amor é bem! Nunca mal!
Amor é o que move a tua vida. A minha vida... e o AMOR sabe o porquê do tudo estar acontecendo exatamente assim.
Deus te abençoe, meu querido.
Um beijo com sabor de verdade.
Miriam

4:56 da tarde  
Blogger MAR said...

Muy lindiño.
Te dejo mis cariños para ti Manuel.
Muack
mar

7:37 da tarde  
Blogger Jacinta Correia said...

Camões e o amor - para a eternidade. O amor posto em poesia emana outro aroma... Bj

9:06 da tarde  
Blogger venus said...

el amor que se busca y se quiere encontrar..... me gusto mucho

un beso

11:20 da tarde  
Blogger Ana said...

O Poeta maior a cantar o sentimento maior.
Um beijo para ti, Manuel.

12:52 da manhã  
Blogger missixty said...

ADORO ESTE POEMA, EM TÃOM POUCAS PALAVRAS TRADUZ TANTO!
BELA ESCOLHA!
BEIJINHOS MISS

10:32 da manhã  
Blogger fgiucich said...

Cuando el amor viene mal barajado puede causar mucho daño. Abrazos.

12:06 da tarde  
Blogger Bettina Perroni said...

Manuel,

Para mi el amor es puro, limpio, libre de maldad... para mi el amor es el motor del mundo.

Te dejo fuertes abrazos Manuel :)

4:24 da tarde  
Blogger kukilin said...

El amor mata cuando no es correspondido, pero también da vida.
¿Que sería del Mundo sin amor?
Un abrazo...

6:11 da tarde  
Anonymous anne said...

Que dias há que n'alma me tem posto
um não sei quê, que nasce não sei onde,
vem não sei como, e dói não sei porquê.

Que lindo! O meu amor não dói, mas respeito a dor de quem ama sofrendo. Cada um ama de um jeito. Manuel tudo bem comigo, graças a Deus, estava viajando e fiquei fora da Net por uns dias. Com saudades volto ao teu carinhoso cantinho. Beijos

6:47 da tarde  
Blogger Celeste said...

Este mes te he recordado tanto! Nuestros queridos hermanos de la comunidad portuguesa, esos que vinieron hace más de sesenta años a reconstruir una vida y han formado parte de nuestro progreso, han estado de fiesta. Han celebrado sus misas y sus encuentros y han organizado un Festival que llamaron "Portugal es Europa". En el marco de estas celebraciones traerán para deleite de los venezolanos y portugueses que aquí vivimos, en una única presentación a Dulce Pontes, a quien presentan como la Diva del Fado. También traerán a la voz de Madredeus, Teresa Salgueiro.

Me da mucho gusto sobre todo porque te agradezco profundamente aquel video maravilloso que me hisciste llegar de Dulce Pontes y Andrea Bocelli.

Beso celeste!

PD: En la urbanización La Guarita de aquí de Caracas, está ubicado el Club Portugués y adivina cómo se llama la avenida que conduce a él?... Luís de Camões.

7:46 da tarde  
Blogger Olhos de mel said...

Ah, Manuel! Esperança... eis uma palavrinha que não podemos esquecer. Mas um soneto lindo com um toque de melancolia.
Beijos

9:15 da tarde  
Blogger Maria said...

É bom andar por aqui. Pelo que publicas, pela partilha que fazes connosco dos nossos melhores e maiores poetas...

Fica bem.

9:15 da tarde  
Blogger pin gente said...

...
luís de camões (único)

conheces "canção grata" de florbela espanca ?

um abraço
luísa

11:34 da tarde  
Anonymous isabella benicio said...

"...Amor um mal, que mata e não se vê..."
Amo esse verso: tão amargo e tão bonito e tão real.
Beijo, Manuel.

11:52 da tarde  
Blogger mar said...

El amor a veces solo con buscar se encuentra o solo sin buscar llega...y a veces solo te llena de esperanzas y otras de dolor..asi es el amor.
Un besito.Mar

11:58 da tarde  
Blogger Maria Cristina said...

la verdad que este poema hace honor a la gran cancion love hurtz, el amor duele pero es genial sentirlo y darlo

1:58 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

O sempre e eterno camões, um grande professor para mtos de nos!


Bom fim de semana...

Kiss Pequenita

www.intimomisterio.blogs.sapo.pt

3:47 da tarde  
Blogger Claudya said...

Só quem não ama, ou não amou não entende os versos de Camões. Belo blog!!! Parabéns. Quer trocar links? Bjs.

6:29 da tarde  
Anonymous Célia said...

Ola Manuel, como vai ?
tem dia que a maré vem e doi tanto, e quando se vai se que sempre volta, lidar com as emoções passadas não são facil de deixar a maré levar.
Um bom fim de semana a você.
Abraços com carinho.
Célia

8:18 da tarde  
Blogger ♥≈Nღdir≈♥ said...

Ah o amor... fonte de inspiração... vem sei lá de onde e faz-nos não sei o quê...
Beijos

9:21 da tarde  
Blogger SAM said...

"Que dias há que n'alma me tem posto
um não sei quê, que nasce não sei onde,
vem não sei como, e dói não sei porquê".


Se por ele vivemos a suspirar, sem ele , não respiramos.

Ótimo fim de semana.

Beijos

11:07 da tarde  
Blogger Alice Matos said...

Bom reler, Manuel...
Quando puderes passa pelo Detalhes... para além do selo, há uma palavras que também são para ti...

Lice...

7:00 da tarde  
Blogger Dalva M. Ferreira said...

Este sabia fazer versos...

10:56 da tarde  
Blogger Marilac said...

Manuel,
Lindo soneto, Camões sabia mesmo do que estava falando:
"Olhai de que esperanças me mantenho!
Vede que perigosas seguranças!"

Quem ama entende e cada verso expressa o que sentimos.
Todo grande poeta nos fala diretamente ao coração.

Abraço,
Marilac

1:49 da tarde  
Blogger freefun0616 said...

酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店經紀,
酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,

3:55 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home