sábado, julho 14, 2007

CECÍLIA MEIRELES

CANÇÃO DA TARDE
Caminho do campo verde
estrada depois da estrada
Cerca de flores, palmeiras,
serra azul, água calada.

Eu ando sózinha
no meio do vale.
Mas a tarde é minha.

Cecília Meireles

22 Comments:

Anonymous isabella benicio said...

Muito simpática a tua casa, Manuel. E já na minha estréia por aqui encontro uma de minhas escritoras favoritas: Cecília Meirelles.
Voltarei para degustar com calma os demais poemas.
Obrigada por sua visita.
Um beijo,
Isabella

12:35 da manhã  
Blogger fgiucich said...

Cuánta felicidad es tener toda una tarde para uno. Abrazos.

12:45 da manhã  
Blogger Professorinha said...

Não conheço muito da Cecília Meireles... Só esta:

"Aprendi com a Primavera a deixar-me cortar e voltar sempre inteira."

Não é linda a forma de dizer tanto em tão poucas palavras???

12:55 da manhã  
Anonymous a.h. said...

Esta - canção da tarde - muito serena, calma, tranquila...
Parecendo solitária...
Talvez não o seja!
Porque sentir a tarde nossa, num passeio entre o verde...
Sentir a companhia da Natureza, nos seus tons e sons, tão simples mas também belos e intensos.
Cecília Meirelles tem poesias onde, em poucos versos é muito profunda e tanto transmite.
Abraço

2:25 da manhã  
Anonymous Paiulo said...

Oi Manuel,
Muito bonito esse poema de Cecilia Meirelles.
Bom final de semana
Paulo

3:23 da manhã  
Blogger mar said...

Me ha gustado mucho el poema..me gusta tu blog, con tu permiso seguiré leyendolo..
Un besito.Mar

9:35 da manhã  
Blogger Trini said...

Que disfrute de tus tardes como yo lo hago de tu bonita poesía.

Saludos

11:18 da manhã  
Blogger Entre linhas... said...

Caminhar por ntre o vrde de um estrada sem fim a caminho de uma esperança renovada.
Bom fim de semana
Bjs Zita

12:11 da tarde  
Anonymous Teresa said...

Amo as poesias de Cecília Meirelles...
Ela consegue passar tanta coisa em tãos poucas palavras, né?!!!

bju

12:45 da tarde  
Blogger Menina do Rio said...

Eu ando sozinha no meio do vale, mas a tarde é minha.
E a tarde traz a brisa
que me afaga a pele
a tarde reflete nas águas
as flores da estrada...

Um beijo pra ti Manoel

4:27 da tarde  
Blogger Sophiamar said...

Gosto muito de poesia, como viste, e de Cecília Meireles.Agradeço a tua passagem pelo meu canto. Já fui alfazemaazul, depois Bom dia Isabel e agora Sophiamar mas continuo igual a mim própria.
Beijinhos

5:44 da tarde  
Anonymous Olhos de Mel said...

Manuel, obrigada pela visita, viu? Amei! Volte sempre!
Adoro Cecília, lindo poema!
Bom fim de semana!
Beijos

6:26 da tarde  
Blogger poeta_silente said...

"Eu ando sózinha
no meio do vale.
Mas a tarde é minha."

Sim. Um poema que nos mostra o que é vivermos em paz. E esta paz não requer que estejamos acompanhados, porque ela , por si só, supõe uma paz interior.
Um poema com o qual me identifico, profundamente. Pois me sinto exatamente como a autora.
Beijos
Miriam

7:51 da tarde  
Blogger Bichodeconta said...

Que bonito, este poema não conhecia.. Parabéns. Voltarei aqui certamente.. Deixo um abraço..

8:22 da tarde  
Blogger Laura said...

Olá Manuel, não conheço a cecilia Meireles, mas aminha amiga do blog da pascoalita tem lá vários poemas dela, ins entendo outros nem tanto, mas tem poesias lindas.

Sou surda desde os 6 anos e aprendi a ler com 5 (ainda ouvia) e desde aí raro é o dia que não leio seja o que for, tenho de ler...Por isso a poesia sobre os livros da minha infancia que lia na casa dos avós, é real. e queimava as pestanas a ler à luz das velas naquela aldeia do norte próximo de Montalegre...
Beijinho a ti...

9:11 da tarde  
Blogger Ana said...

A tarde é nossa Manuel... Nossa!

9:41 da tarde  
Blogger turbolenta said...

Adoro a Cecília Meireles.Ainda não há muito postei sobre ela.
bom fim de semana

11:22 da tarde  
Blogger Maria Valadas said...

Querido Amigo,

Passa lá pelo meu cantinho e recebe com todo o carinho, o que tenho lá para ti.

Beijos da

Maria

2:22 da manhã  
Anonymous lully,reflexiones al desnudo. said...

Cecilia Maireles, no hace do naturaleza y do la do en do adentra que o esa respira o montaña, se o agua silenciado, esas flowers y, sobre, mim hace todo o espiritual mau. Mañanero y do afecuoso do Un Abrazo para você desde Colômbia!

4:03 da tarde  
Blogger ivone said...

resta__me o tempo sem tempo a tarde a noite e a manhã...

bj

5:20 da tarde  
Blogger renatinha! said...

Ai que lindo!

Já postei bastante Cecília Meireles!!!

7:32 da tarde  
Blogger freefun0616 said...

酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店經紀,
酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,

4:03 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home