sábado, maio 19, 2007

SUPLICA

O pomba que andais voando,
Já que não tens que fazer,
Vem salvar-me, ave divina ...
Que eu não posso mais sofrer !...

Foi bem feliz a lembrança
De te escolher, pomba qu'rida,
Pois que em ti é bem mer'cida
A profunda confiança
Que, desde muito criança,
Eu te venho dedicando;
Por isso agora, cantando,
Vais conhecer meu pesar,
Trata pois de m'o sanar,
O pomba que andais voando ...

Sabes muito mais do que eu
Bem o sei, não o contesto,
E por isso te requesto
Para ouvir's um pesar meu
E dar's-me um remédio teu
Que termine por vencer
Todo este meu padecer,
Toda esta minha aflição;
Faz-me pois a prescrição ...
Já que não tens que fazer.

Calcula que a mocidade,
Que p'ra muitos é risonha,
Sempre foi, p'ra mim, tristonha,
Sempre foi dura verdade
De toda essa falsidade
Que pelo mundo domina;
Eu nasci co'a triste sina
De sofrer até à morte ...
E para 'squivar-me à sorte,
Vem salvar-me, ave divina ...

Baixa à terra e, sem tardar,
Nas asas concede abrigo
Ao que deseja ir contigo
N'outro mundo descansar ...
E, se o meu corpo pesar,
Não te vás por tal prender !...
Deixa-o cá, a apodrecer,
E leva, somente, a alma
P'ra região pura e calma ...
Que eu não possa mais sofrer.

Carlos de Seixas

10 Comments:

Blogger poeta_silente said...

Manuel!
Sabes que pomba é esta que ele fala? É o Espírito Santo de Deus.
Que poema lindo...
Esta pomba, eu peço diariamente. Seus dons, sua força. E ela dá. Acredita.

Tem lá no Tratos, nos comentários, uma resposta para o teu comentário. Vai lá e dá uma olhadinha.
Deus te abençoe.
beijos
Miriam

2:34 da manhã  
Blogger Azul said...

Hermoso....bella poesía...me encanta volver aquí y poder leer la poesía que nos regalas.

Un biko enorme Manu!!

6:03 da manhã  
Blogger Entre linhas said...

Poema muito bonito,muito identificado coma pomba do es+írito Santo,aquele que nos abençoa todas os dias.
Bom fim fim de semana meu amigo Manuel.
Bjs Zita

11:49 da manhã  
Blogger Cristina said...

¡Me encanta! Precioso. He de buscar muchas palabras en el diccionario pero me gusta mucho leer en un idioma que no comprendo del todo. Todo suena más mágico.

Beijos

2:44 da tarde  
Blogger joão oliveira said...

gosto de vir aqui ler poesia
bom fim de semana manuel.

4:24 da tarde  
Blogger Gracinha said...

Muito gira a poesia.
Votos de um excelente fim-de-semana.

Muitos beijinhos

8:36 da tarde  
Blogger Alex said...

Adoro este poema, todo ele transpira azul, liberdade, sensibilidade.



E tu, não gostas de café.
Não gostas de viagens em cruzeiros.

E de dançar por 48 horas ... seguidas? Lembras-te das maratonas de dança?

Beijinho Manuel
como tu dizes, a felicidade anda por aí.

2:47 da tarde  
Blogger alice said...

bom dia, manuel. quero agradecer todos os teus pps e visitas que fazes em silêncio. tens sido uma presença muito agradável. adorei ler aqui carlos seixas. um grande beijinho.

9:41 da manhã  
Blogger pin gente said...

que o sofrimento se vá nas asas vento

6:45 da tarde  
Blogger freefun0616 said...

酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店經紀,
酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,

4:06 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home