quarta-feira, outubro 11, 2006

SONHO


Quero voar, Amor. E ter estrelas
daquelas verdadeiras dos espaços...
E em cordões de luz entretecê-las
e pô-las às mãos cheias nos teus braços.

Quero voar com fadas e prendê-las
nesta cadeia louca dos meus laços ...
E vê-las cintilar. E entontecê-las
em noites de luar com os meus abraços.

Quero voar, Amor. Mas tu não vês?
cortaram minhas asas; e meus pés
não podem subir mais no céu tristonho.

O azul tornou-se negro de repente
e agora passo as horas tristemente
na insatisfação deste meu sonho.

Zacarias Mamede
Correio do Ribatejo, pag. 8,
18-08-2006

21 Comments:

Anonymous Anónimo said...

quero apenas um dia recuperar asas... e novamente aprender a voar...
beijos

11:47 da manhã  
Anonymous majivanprabhuta said...

Que poesia mais linda!
Dispara a imaginação em território de sonhos!
Bjs.
Ma Jivan Prabhuta

12:16 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Boa lembrança!!
O que é melhor, voar ou amar??
Beijus

1:06 da tarde  
Blogger Leticia Gabian said...

Poema um pouco triste e amargurado.
Gostaria de ler um outro poema de escolha sua que seja mais alegre em relação ao amor.
Fique bem e um beijo grande.

3:22 da tarde  
Blogger Velutha said...

Quero voar, Manuel! Quero voar de mão dada com o meu amor.
É bom sulcar os céus com quem se ama, construir os sonhos em comum e deixá-los crescer.
Bonito soneto.
Beijinhos

3:59 da tarde  
Blogger TMara said...

um certo tom Florbelianok depois muda de registo.
Luz e paz em teu caminhar e ao teu redor.
Bjs.

4:26 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Adorei este poema!

A ilusão e a desilusão estão tão bem ilustradas.

É triste que nos cortam as asas...

Que bom que é passar por aqui!

Beijinhos.

6:33 da tarde  
Blogger delusions said...

oh que soneto mais lindo...

"Quero voar, Amor. Mas tu não vês?
cortaram minhas asas;"

adorei...

beijos e bom resto de semana*

7:55 da tarde  
Blogger Janine Bettencourt said...

Eu também queria voar juntamente com as fadas.. para bem longe da realidade.

Bela poesia...
Jana Bettencourt

7:59 da tarde  
Anonymous Clarice said...

O amor é sempre um pouco triste. essa poesia flui na alma com sabor de felicidade, de doçura, mas de adeus!
Abraço Manoel!
Clarice(Brasil)

8:51 da tarde  
Blogger venus said...

talvez tambem seja isto que os meus versos querem dizer...
beijos

10:03 da tarde  
Blogger Sandra Cardoso said...

Ora, ora...
Todos nós temos umas asas suplentes!
Beijinho

10:24 da tarde  
Blogger Sandra Cardoso said...

Ups!!
Esqueci-me de dar os parabéns ao poeta!!!
É um poema muito bonito Zacarias!!! Ficamos à espera de mais.

10:26 da tarde  
Anonymous temp_nua said...

Acho que o tempo faz nossas asas paralizarem e nos faz ter medo de voar novamente, quem sabe um dia voltamos a sentir o vento no rosto de mãos dados com o amor.
Quero saber qual é teu chocolate, vá a meu aroma e me diga to curiosa rsrsr.
Um feliz dia das crianças pra vc, porque todos temos um pouquinho delas ainda em nós.
Um beijo e fica bem.
Temp_nua

11:03 da tarde  
Blogger Carla Silva said...

Que linda esta sobreposição do voar e do amar...
Beijinhos e um bom fim-de-semana.

9:17 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Quero amar, porque amando posso voar pelas estrelas inteiras e cair no calor dos teus braços.

Beijos

12:35 da tarde  
Anonymous Clarice said...

Caro Manuel(desculpe ter escrito teu nome errado. É que tenho um amigo que se chama Manoel por aqui): gostaria de transcrever meu comentário sobre tuas palavras no meu blog, pelas quais agradeço, pois é sempre uma honra.

"Manuel,para mim todo dia é dia da criança. O comércio atrelado ao dia não deixa de ser oportunista e até triste, mas se pelo menos nesse dia as pessoas aproveitarem para rever seus sonhos de infância e levarem uma ajuda às crianças que tanto precisam, acho que seria um excelente meio de comemorar.
Beijinhos para ti também."

Às vezes a gente deixa de ajudar por omissão ou por não lembrar e minha intenção foi a despertar um pouco a generosidade de quem me lê.
Mais um beijo e fique bem!

4:13 da tarde  
Blogger tonsdeazul said...

Voa e sonha,
Sonha e voa,
Esquece o escuro do céu,
E voa e sonha,
E sonha e voa.

6:09 da tarde  
Blogger veritas said...

Olá!

A morte de um sonho DEVE ser sempre acompanhada do renascimento...ou da construção de outro, nisso está a força dos ideais!

Bjs.

6:16 da tarde  
Blogger elkinha said...

que triste e lindo!

7:18 da tarde  
Blogger freefun0616 said...

酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店經紀,
酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,

3:03 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home