sábado, outubro 14, 2006

A CAMÕES

Quando na alma pesar da tua raça
A névoa da apagada e vil tristeza,
Busque ela a glória que não passa.
Em teu poema de heroísmo e beleza.

Génio purificado na desgraça,
Tu resumiste em ti toda a grandeza:
Poeta e soldado, em ti brilhou sem jaça
O Amor da grande pátria portuguesa.

E, enquanto o fero canto ecoar na mente
Da estirpe que, em perigos sublimados,
Plantou a cruz em cada continente,

Não morrerá sem poetas nem soldados
A lingua em que cantaste rudemente
As armas e os baróes assinalados

Manuel Bandeira
N. Recife 19-04-1886 __ F. Rio de Janeiro 13-10-1968

4 Comments:

Blogger fgiucich said...

Un gran poema. Gracias por regalarlo. Abrazos.

9:32 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Mais uma merecida homenagem ao nosso grande Camões.

Beijinhos.

10:34 da tarde  
Blogger angel said...

Magnífico poema. Es la primera vez que leo a bandeira en su idioma original. Gracias por ello.

Saludos...

10:10 da manhã  
Blogger freefun0616 said...

酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店經紀,
酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,

3:03 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home