domingo, abril 01, 2018

MEL E FEL

Amores são enxames de desejos,
Que em tenros corações estão zumbindo
E vão, na idade em flor, no campo lindo,
Trocar por doce néctar doces beijos.
     
Do meu cortiço vácuo, triste vejo-os
Do colmeal alheio vir saindo
E nas eleitas flores ir haurindo
O tão incerto mel dos seus festejos.
     
Mas, pois o zangão vil vos rompe e come
Os deliciosos favos, ou, cruel,
O crestador virá que vo-los tome,
     
Incautas abelhinhas, vosso mel
Lograi enquanto é mel, porque o só nome
Já duas terças partes tem de fel.
       
       Emídio Gomes dos Reis

1 Comments:

Blogger Ana said...

O amor é assim... mistura de mel e fel. Tudo depende de como correm as coisas com o passar do tempo.
Abraço

6:02 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home