domingo, novembro 30, 2008

NEGRUME

De tanto olhar o sol, queimei os olhos.
De tanto amar a vida enlouqueci.
Agora sou no mundo esta negrura,
À procura
Da luz e do juízo que perdi.

Cego, tacteio em vão a claridade;
Louco, cuspo no rosto da razão;
E deambulo assim
Dentro de mim,
Negação a negar a negação.


Miguel Torga

14 Comments:

Blogger Vera said...

Miguel Torga é sempre uma boa escolha e este poema é muito bonito!

Beijinhos Manuel

2:25 da manhã  
Blogger Marysol said...

Hermoso poema, aunque triste y dramático, querido Manuel, gracias por compartirlo.
que tengas una hermosa semana.

3:03 da manhã  
Blogger São said...

Grande, enorme Torga...que só não foi proposto para o Nobel porque a inveja é a universal doença ibérica, terrível e persistente!!
Salut!

4:26 da tarde  
Blogger Ana Maria said...

Lindo poema de Miguel Torga.
Você tem bom gosto.
Adorei vir aqui.
1000 beijinhos!

12:13 da manhã  
Blogger Graça Pires said...

Um poema de Torga que sei de cor. Um poeta que se mede, como ele mesmo dizia, com "um metro de medir coisas inteiras"...
Obrigada pela partilha. Um abraço.

7:54 da tarde  
Blogger Jacinta Dantas said...

Não conhecia o poeta,
Mas suas palavras aqui, valorizam ainda mais o seu espaço.
Um abraço

12:23 da manhã  
Blogger Bruxinhachellot said...

Um negrume explêndido!

Beijos de giros.

5:19 da tarde  
Blogger São said...

Bom fim de semana.

9:40 da manhã  
Blogger Andreia do Flautim said...

Lá está, tudo o que é demais é mau!

10:10 da manhã  
Blogger Kátia Campos said...

Gracias pela visita. Volte quando quiser.
Que boa surpresa encontro aqui: lindos poemas.
Vou "passear" pelo seu blog.
Boa tarde!

3:27 da tarde  
Anonymous ángel said...

Gracias por este dulce y nostálgico poema. Un gusto estar aquí.


Saludos...

7:56 da manhã  
Blogger mariam said...

Gosto tanto da escrita de Miguel Torga! Obrigada.
:)

9:22 da tarde  
Blogger Janaina Amado said...

Caro Manuel,
Vim retribuir sua visita gentil. Gostei do seu blog, dos belos poemas que publica, principalmente este de Miguel Torga, um dos meus escritores prediletos.
PS - Conheço tua Santarém, onde repousa (em paz?) nosso Cabral...

12:04 da manhã  
Blogger freefun0616 said...

酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店經紀,
酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,

3:41 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home