terça-feira, janeiro 15, 2008

CANTIGA SUA, PARTINDO-SE.

Senhora, partem tam tristes
meus olhos por vós, meu bem
que nunca tam tristes vistes
outros nenhuns por ninguem.

Tam tristes, tam saudosos,
tam doentes da partida,
tam cansados, tam chorosos,
da morte mais desejosos
cem mil vezes que da vida.
Partem tam tristes os tristes,
tam fora d'esperar bem
que nunca tam tristes vistes
outros nenhuns por ninguem.


Joham Rodriguez de Castel Branco

http://www.vidaslusofonas.pt/amato_lusitano.htm

http://www.universal.pt/scripts/hlp/hlp.exe/artigo?cod=2_30

_E agora?... _Qual dos dois escreveu o poema?!... Suponho, que foi o poeta palaciano. No entanto o nome pode induzir em erro. E só um estudioso do assunto, pode responder à questão.

28 Comments:

Blogger Azul said...

Hermosa poesía llena de nostalgia!!

Bikos mil :D

p.d. te espero en mi nueva ventana...

6:14 da tarde  
Blogger fgiucich said...

Esas partidas tan tristes que hacen llorar el alma. Abrazos.

7:08 da tarde  
Blogger Sandra Daniela said...

embora triste, é uma bonito


...e porque essas partidas dolorosas existem....

beijo

9:18 da tarde  
Blogger Candela said...

As despedidas, dizer adeus, tão triste, tão doloroso...

Formoso o poema, ainda que a melancolia para começar este ano te põe demasiado triste.

Beijos

9:21 da tarde  
Blogger Cyrana said...

Pero a la Señora ya se le pasará la pena, él volverá como siempre.

11:55 da tarde  
Blogger kukilin said...

Nostalgia, tristeza y una dolorosa separación.
Bonito poema!
Besitos mil Manolito!

12:08 da manhã  
Blogger Ana R said...

Inmenso.Maravilloso.Sublime.

Abrazos

5:44 da tarde  
Blogger Graça Pires said...

É o mais bonito poema do Cancioneiro português.
Um abraço.

7:07 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Oi!
:(

9:47 da tarde  
Blogger tufa tau said...

eu cantei a ler manel... espero que me tenhas ouvido!

abraço
felicidade também por aqui

9:54 da tarde  
Anonymous mensageira said...

Quando se deseja mais a morte que a vida, é porque o sofrimento se sobrepos a tudo o resto...

Beijo.

www.memoriasecretas.blogs.sapo.pt

11:47 da manhã  
Blogger pin gente said...

olhos negros!

12:19 da tarde  
Blogger Entre linhas... said...

Existem sempre "partículas" dolorosas na vida,os olhos ficam baços sem vida...
Beijinhos
Zita

9:37 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

meu olhos sao negros mas naao tao tristes ,mas sim doentes :( tou doente com febre e uma grane gripe :(
se kiseres passa por ca e se kiseres da uma olhada em meu hi5
http://paixoeseencantos.hi5.com
bjo
carla granja
paixoeseencantos

10:38 da tarde  
Blogger Olhos de mel said...

Oie meu amigo! Que tristeza, heim? Lindos versos para falar de uma tristeza infinita...
Bom fim de semana!
Beijos

12:56 da tarde  
Anonymous cõllybry said...

Momentos...esses que a vida tem...

Beijo doce

5:35 da tarde  
Anonymous Célia said...

Ola Manuel, como vai meu amigo?
Um belo poema, mas não gosto de coisas tristes e de despedidas.
Beijos e um belo fim de semana a você.
Célia

5:46 da tarde  
Blogger MentesSueltas said...

Paso a saludar desde Buenos Aires
MentesSueltas

8:20 da manhã  
Blogger Dalva Ferreira said...

Bonito mesmo... lembra-me as saudosas aulas de Literatura Portuguesa no colégio. Eu devia ter aprendido mais...

10:48 da manhã  
Blogger Lunae said...

Aisss...que linda poesia...muy bonita...aunque este llena de melancolia.

Soy nueva en el mundo del blog, y me ha gustado mucho poder leerte, seguire pasandome por aqui.


BICOS

12:53 da tarde  
Blogger Alice Matos said...

Amigo Manuel... é a segunda vez hoje que me deparo com este belo poema que o meu pai declamava aos serões em nossa casa... Sempre o tive como do poeta palaciano João Roiz Castell-Branco...
Será???

Beijo para ti...

11:18 da tarde  
Blogger poeta_silente said...

Meu querido!
Deixei lá no Noites um prêmio para ti.
Não chores a partida, porque a chegada é certa.
Beijos ternos.
Deus te abençoe.
Miriam

1:31 da manhã  
Blogger Lunae said...

Muchas gracias por este calido recibimiento que me has dado, gracias de corazón.
Tengo que decir que no me canso de leer este bello poema, dese ayer que me deleito con sus versos,muy bonito amigo mio.


BICOS!!!!!!

11:24 da manhã  
Blogger Corazón de Metal said...

Y tu? de donde has salido?

6:05 da tarde  
Blogger elvira carvalho said...

Muito conhecidos estes versos nem por isso são menos belos.
Um abraço e uma boa semana

6:36 da tarde  
Blogger Saramar said...

Ah! meu querido amigo, nem imagina como adoro essa "cantiga"!
É linda, triste, doce!
Obrigada.

beijos

1:43 da manhã  
Blogger Fernanda Papandrea said...

Achei o seu blog ao procurar o nome desse poema que meu professor de literatura declamou hoje =)

lindo lindo!

beeijos
dá uma passada pelo meu =D

11:28 da tarde  
Blogger freefun0616 said...

酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店經紀,
酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,

3:53 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home