domingo, março 25, 2007

CAMINHOS VELHOS

Caminhos velhos, rudes e cansados,
Como eu entendo bem vossa tristeza,
Vosso ar de abandono e de pobreza,
Que é saudade dos dias já passados

Em que destes, quais próvidos morgados,
Nos tempos de abastança e de riqueza,
Por séculos de trabalho e de dureza
O sangue rubro aos campos bem lavrados.

Velhos caminhos, símbolo modesto
Do modesto viver de outra idade,
Da alma sã e do labor honesto

Das extintas e fortes gerações!
Sois bem a triste imagem da saudade
Na solidão de velhos corações.

João H Anglin

26 Comments:

Blogger Papoila said...

De Propósito:
Venho agradecer a visita ao campo. Grata por me dar a conhecer este canto onde a poesia é senhora.
Beijo

12:48 da tarde  
Anonymous Jofre Alves said...

Parabéns por mais este trabalho, é sempre um prazer passar aqui.

5:32 da tarde  
Blogger Musician said...

Gostei do tema, velhice e saudade! Ambos estão interligados!
Bonito poema, sem dúvida.

Um beijo*

1:37 da manhã  
Anonymous Célia said...

Ola menino como vai ?
Meu nome é Célia Morgado.
Morgado quer dizer o herdeiro da fortuna, mas pra se conseguir isso só com um trabalho muito arduo, num existe milagres para ter uma velhice tranquila.
Uma otima semana.
Célia

2:07 da manhã  
Blogger Escorpiana Explosiva said...

GOSTEI DO POEMA POIS COLOCASTE UMA COISA VERDADEIRA.

VELHICE E SAUDADE ANDAM JUNTO EMBORA ALGUNS ACHEM Q N~.

VOLTAREI SO DOMINGO POIS VOU TRABALHAR NUM LUGAR Q NÃO POSSUI COMPUTADOR.

2:11 da manhã  
Blogger Conceição Bernardino said...

Olá,
Dedico-lhe este poema magnífico da autora “Maria Petronilho”
Com uma bela semana...

Deixar Passar a Poesia

Abrir a voz.
Deixar passar a transparência
Como quem quer matar a sede

Na fonte a mão escorrendo água...

Do livro: Nas Asas do Mar

Beijinhos
ConceiçãoB
http://amanhecer-palavrasousadas.blogspot.com

1:04 da tarde  
Blogger poeta_silente said...

Manuel!
Cá estou. Obrigada pela visita.
Bela poesia. A honestidade, tão bem representada pelas gerações passadas.. O que terá havido, caro Manuel? Será que foram eles os culpados por não terem ensinado, nem deixado de herança, a "honestidade" aos herdeiros? Alguma coisa falhou... o que será?
Deixo-te aqui uma colocação para meditares:
Quando já vivemos um certo tempo, compulsoriamente descobrimos o real sentido de todo o labor. Ou descobrimos antes, através de um crescimento espiritual, ou de uma forma mais dolorida... pois que nada mais podemos fazer.
Se temos a graça de descobrir através do crescimento, aprendemos a viver - em tempo de "viver".

Quanto ao teu comentário lá no "Tratos...", discordo de ti. Sempre podemos alcançar nossos sonhos. È só lutar para isto, com a ajuda do nosso Deus. Porque com nosso esforço e com Suas bençãos, com certeza alcançaremos.
Grata, mais uma vez.
Beijos
Miriam

2:26 da tarde  
Blogger Fernanda said...

Excelente poesia!
A saudade está sempre presente...

Bjs

7:08 da tarde  
Blogger Carracinha linda! said...

Vim aqui para agradecer as palavras de apoio deixadas lá no meu cantinho. Muito obrigada!

Vou ver se descubro a minha estrela-guia...

Beijocas

7:42 da tarde  
Blogger Isto e meu...Silvia said...

Pois é, o passado fica para sempre marcado no coração.
O poema é lindissimo.

Agradeço a tua visita ao meu espaço, embora ele esteja em Stand by por tempo indeterminado.

Espero que voltes a minha pagina porque eu vou te linkar para não te perder de vista quando voltar.
Um beijo.

9:17 da tarde  
Blogger Angela Ursa said...

Manuel, quantos caminhos antigos fizeram história. Beijos da Ursa :))

6:49 da manhã  
Blogger Farinho said...

É muito triste estas pessoas que tanto trabalharam a dar vida à terra e que agora o seu trabalho foi desvalirizado.

Beijocas

11:29 da manhã  
Blogger Bettina Perroni said...

Querido Manuel...

Son tantos los caminos de la vida... algunos porlos que transitamos, otros que dejamos de lado, otros oscuros y claros...

Solo debemos tener cuidado al elegirlos.

Bello poema Manuel... Un beso desde México :D

4:00 da tarde  
Blogger Natalie Afonseca said...

Olá!
Líndo poema!
:)))))

Bjs

4:08 da tarde  
Blogger Rô sensualidade said...

Oi Manuel, vim finalmente deixar um MEGA beijo..que sua semana seja bem poética, como seu blog...
Beijos

4:29 da tarde  
Blogger Vera Carvalho said...

Por aqui se fundem as palavras dos poetas e as derramam num belo campo de poesia, de propósito ;)!
Abraço

6:02 da tarde  
Blogger Isto e meu...Silvia said...

Não importa se estás perto ou longe, o que importa é
que existes para que eu possa sentir tua falta.

Voltei a este mundo;)

Beijos.........

9:57 da tarde  
Blogger delusions said...

Eu gosto de passear por velhos caminhos...

Gostei da escolha!

Bjs* e boa semana para ti

10:25 da tarde  
Blogger Saramar said...

Que lindo poema!
Os velhos caminhos lembram mesmo a vida mais simples e mais exigente.
Gostei.

beijos

11:00 da tarde  
Blogger Enfim... said...

gostei do post.bjs e boa semana

12:06 da manhã  
Blogger A margarida curiosa said...

Lindo poema,sempre guardamos a saudade num cantinho especial do coração. bjos Sabrina

3:43 da manhã  
Blogger Lunna said...

Um pouco de poesia nesse príncipio de madrugada... A alma saboreia e agradece... Vou linkar você em meu cantinho para voltar aqui outras vezes mais...
Abraços...

4:15 da manhã  
Blogger Menina do Rio said...

Olá Manoel

Pois
parece-nos que o passado sempre representa a melhor época...

beijinhos

4:48 da manhã  
Blogger Sonho, Delirio & Fantasia said...

Quanto tempo não vinha por aki, quanto estive a perder
Mas agora voltarei com mais frequência, se assim me permitir

Beijos,

11:14 da tarde  
Blogger Celeste said...

Cuántos cuentos de caminos y añoranzas! Tantas maneras de ver el camino! Tantos sentimientos que vamos dejando en cada paso, en cada huella un destino!

Caminos que se miran con dolor, pues es dolor lo que han costado. Otros quizás con alegría, como los recorridos de niños en alegre andar de travesuras y risas al parque o a la escuela. Pero siempre llenos de nostalgia cuando miramos los caminos que hemos dejado atrás. Pero siempre de llenos de esperanzas, cuando admiramos los caminos que elegimos caminar.

En español, debes haberlo leído, no hay para mí poema más hermoso de caminos que el de mi admiradísimo Antonio Machado, hecho canción por Joan Manuel Serrat. Te dejo un pedacito y un corazón hecho caminos de tanto andar y de andar.

"Caminante son tus huellas
El camino nada más;
caminante no hay camino
se hace camino al andar.
Al andar se hace camino
y al volver la vista atrás
se ve la senda que nunca
se ha de volver a pisar.
Caminante, no hay camino
sino estelas sobre el mar."

4:51 da tarde  
Blogger freefun0616 said...

酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店經紀,
酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,

4:11 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home